Casan diz estar preparada para assumir sistemas de água e esgoto de Jurerê Internacional
28/08/2018
Florianópolis pode ganhar nova unidade de conservação ambiental
28/08/2018

Da Coluna de Fabio Gadotti (ND, 28/08/2018)

Convidada especial da noite que marcou o lançamento do Observatório da Gastronomia de Florianópolis, a consultora da OMC Cláudia Leitão disse ontem que “o Brasil ainda não comprou a pauta da economia criativa” e que isso se reflete principalmente na falta de informações confiáveis que possam transformar o setor em um dos “eixos estratégicos” de desenvolvimento. “Não sabemos, por exemplo, o que a gastronomia representa para o PIB de Santa Catarina”, disse, lamentando também não ver o assunto na pauta dos presidenciáveis.

Entre os desafios, Cláudia citou a necessidade de formação de profissionais, além de consultorias, linhas de crédito e aprovação de um marco legal regulatório. “O desafio de Florianópolis é pensar na gastronomia como ativo gastronômico”, disse a professora cearense, que destacou ainda a importância de preservação das identidades. “Precisamos proteger essa diversidade e o valor simbólico da comida”, citando Portugal como “case” de sucesso. O país europeu, segundo ela, se reinventou nas duas últimas décadas a partir de experiências baseadas na economia criativa. Coordenado pelo Sistema Fecomércio SC Sesc/Senac e FloripAmanhã, o Observatório surge para qualificar o setor na Capital catarinense.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *