Governo garante que terá dinheiro para concluir obra da ponte Hercílio Luz
21/01/2019
A praça
21/01/2019

Licitação da fiscalização da obra das pontes Pedro Ivo e Colombo Salles volta a avançar

Da coluna de Ânderson Silva (NSC, 18/01/2019)

Depois de dois meses parada, a licitação de fiscalização da reforma das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, em Florianópolis, voltou enfim a andar. Nesta sexta-feira, o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) publica no Diário Oficial do Estado (DOE) a decisão sobre o recurso que trancava o processo licitatório. Com isso, fica marcada para a próxima terça-feira, às 14h30min, a próxima fase do trâmite, que é a abertura dos envelopes de técnica. Depois disso, ainda há a etapa de preços, para enfim ser definida a construtora vencedora.

Quatro propostas foram apresentadas. Um delas foi eliminada na análise de documentos. Por isso, recorreu administrativamente em novembro. Agora, dois meses depois, ela teve o recurso negado.

Continuam na licitação o consórcio Pontes Sul, formado pelas empresas ESSE – Empresa Sulbrasileira de Serviços de Engenharia Ltda. e Recuperação – Serviços Especiais de Engenharia Ltda; e as empresas Falcão Bauer – Centro Tecnológico de Controle de Qualidade Ltda.; e Engevix Engenharia e Projetos S.A.

Obra

A obra de recuperação das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos será realizada pela empresa CEJEN Engenharia Ltda., de Curitiba, vencedora do processo licitatório realizado em 2016. O valor contratado para execução da obra é de R$ 29.661.611,40, e o prazo para conclusão é de 24 meses, conforme previsto no edital.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *