Projeto de marina estimula debate sobre insegurança jurídica em Florianópolis
24/09/2018
Rede Somar Floripa vai cadastrar voluntários para Jardim Botânico
25/09/2018

Instituído Dia da Baleia Franca – 31 de julho

A partir de agora, 31 de julho é o Dia da Baleia Franca. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União na ultima terça-feira (18) e reflete os esforços do Ministério do Meio Ambiente para a conservação dos oceanos. A data homenageia a baleia Sunset, primeira da espécie resgatada com vida após encalhar, em 2003, no litoral de Santa Catarina. Devolvida ao oceano, ela foi novamente avistada 14 anos depois, em 31 de julho de 2017, já com filhote.

A assinatura da Portaria ocorre quatro dias depois de uma vitória do Brasil na 67ª sessão plenária da Comissão Internacional da Baleia (CIB), em Florianópolis (SC). O Japão sugeriu a flexibilização das regras da caça comercial à baleia, mas a ideia foi rejeitada pela CIB. Ao todo, 41 países votaram contra a proposta, 27 a favor e dois se abstiveram. Para o secretário de Biodiversidade do MMA, José Pedro de Oliveira Costa, que assinou a portaria do DOU, essa foi uma das mais importantes reuniões da CIB para o país.

CARACTERÍSTICAS

As baleias francas são cetáceos de grande tamanho, podendo atingir mais de 17 metros de comprimento nas fêmeas e pouco menos nos machos. O corpo é negro, arredondado e sem aleta dorsal. A cabeça ocupa quase um quarto do comprimento total, nela se destacam a grande curvatura da boca, que abriga, pendentes, cerca e 250 pares de cerdas da barbatana, ásperas e na sua maior extensão negro-oliváceas.

O ventre apresenta manchas brancas irregulares. As fêmeas adultas podem chegar a pesar mais de 60 toneladas; e os machos, 45 toneladas. A camada de gordura que reveste o corpo das baleias francas é notável, podendo chegar a 40cm de largura em alguns pontos. O “borrifo” das baleias francas é bastante característico, em forma de “V”, resultante do ar aquecido expelido muito rapidamente do pulmão.

A altura do borrifo pode atingir de 5 a 8 metros, sendo mais visível em dias frios e com pouco vento, e o som causado pela rápida expelida de ar pode ser ouvido muitas vezes a centenas de metros.

A mais marcante característica morfológica da espécie, entretanto, é o conjunto de calosidades que apresentam no alto e nas laterais da cabeça. São estruturas formadas por espessamentos naturais da pele que já nascem com o animal e são relativamente macias em fetos e filhotes recém-nascidos, mas se tornam mais rígidas com o crescimento do animal.

APA Baleia Franca
O ICMBio administra a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca no litoral de Santa Catarina. As baleias-francas migram anualmente entre áreas de alimentação e reprodução. De julho a novembro a espécie vai para Santa Catarina para acasalar e procriar. A principal área de ocorrência da espécie é na APA da Baleia Franca. Porém, a presença em outras regiões do estado pode ocorrer, e tem sido cada vez mais frequente em função do crescimento e recuperação populacional da espécie no Brasil.

(ICMBio, 21/09/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *