Especialistas debatem os 30 anos do direito ambiental na Constituição, em Florianópolis
05/06/2018
Alesc sedia seminário sobre proteção das águas de Santa Catarina
05/06/2018

Pioneiro no país, programa Capital Lixo Zero será apresentado em Brasília

Da Coluna de Fabio Gadotti (ND, 04/06/2018)

O superintendente municipal de Habitação e Saneamento, Lucas Arruda, apresenta nesta terça-feira (5), em Brasília, o projeto que começa a ser implantado em Florianópolis com a publicação, segunda-feira (04), do decreto que instituiu o programa Capital Lixo Zero. Segundo o engenheiro, a iniciativa é inédita entre as cidades brasileiras. “Queremos mudar a forma de gerir os resíduos”, afirma Lucas, que participa na capital federal, como convidado, da abertura do congresso internacional Cidades Lixo Zero.

O decreto 18.646, publicado no “Diário Oficial”, estabelece as bases para discussão e mudança do atual modelo de gestão, com base nas normas nacionais em vigor e em conceitos que buscam a “efetiva separação e valorização dos resíduos sólidos”. Prevê, por exemplo, fomento às economias circular, colaborativa e solidária. Trocando em miúdos, a iniciativa tem o objetivo de estimular a redução do lixo produzido e, ainda, rever a forma de tratamento dos resíduos.

Estão entre as metas do programa reduzir drasticamente o percentual do lixo levado a aterros sanitários. Hoje, em Florianópolis, em torno de 90% das 180 mil toneladas de lixo produzidas ao ano têm esse destino. E o objetivo é que esse índice caia para 60% até 2030. Com o decreto, o primeiro passo é a oficialização do GIRS (Grupo Interinstitucional para a Gestão dos Resíduos Sólidos), que ficará encarregado de coordenar o processo.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *