Polêmica sobre prazo ameaça sessão de hoje na Câmara de Florianópolis
20/04/2018
Energia Solar
20/04/2018

Palestra aborda transporte público e mobilidade na Grande Florianópolis

Investimentos formatados para o transporte individual privado, falta de uma infraestrutura exclusiva para o transporte público, obras com pouca sinergia com a mobilidade não motorizada, assim como o reforço midiático de que só há uma tecnologia de transporte. Estas práticas, qualificadas de planejamento conservador das autoridades, foram apontadas por Rodrigo Giraldi Cocco na palestra “Transporte público e mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis”.

A convite do deputado Cesar Valduga (PCdoB), o geógrafo e doutor em geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela Universidade Autônoma de Barcelona (Espanha) apresentou na noite desta quinta-feira (19) no Plenarinho Paulo Stuart Wright números e aspectos da mobilidade urbana na Grande Florianópolis e na cidade da Catalúnia.

Em seus estudos, Rodrigo apurou que de 2002 a 2015 Florianópolis, Biguaçu, Palhoça e São José tiveram um acréscimo de mais de 200 mil automóveis e de 70 mil motocicletas, sendo que os deslocamentos de grande distância já vinham ocorrendo desde o final dos anos 1970. “O automóvel não é o culpado por problemas de mobilidade, pois a Europa tem um grande número de carros e soube equilibrar a matriz modal.”

Ele reiterou que na região metropolitana de Florianópolis as ações do Estado, historicamente, são desintegradas, não há engajamento político para a implantação de melhorias no setor. “O que prevalece são as estruturas conservadoras de poder, onde não há intervenções significativas no uso do solo para aprimorar a mobilidade urbana. Como em Barcelona e outras cidades europeias, é urgente atrair os motoristas de automóveis para o transporte público.”

(Alesc, 19/04/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *