“A cultura da uberização vai se espalhar”, diz especialista
21/09/2017
Audiência debate ações voltadas para educação ambiental em SC
21/09/2017

Concessões do Rita Maria e rodovias à iniciativa privada ficarão para próximo governo

A concessão de rodovias e do Terminal Rodoviário Rita Maria à iniciativa privada pode ser uma das alternativas da próxima gestão do governo do Estado de Santa Catarina para enfrentar a falta de recursos para continuar investindo na malha viária e nas recorrentes manutenções. As discussões na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) têm sido encabeçadas pelo deputado Valdir Cobalchini (PMDB) no âmbito da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano.

No início do governo Colombo, quando ainda era secretário de infraestrutura, Cobalchini já levantava a bandeira da privatização do Rita Maria, tomando como exemplo o que ocorreu com a rodoviária de Itajaí, que ao passar para a iniciativa privada desonerou os cofres públicos. Por ano, o Estado investe cerca de R$ 5 milhões para manter o Rita Maria. Neste ano, o governo do Estado chegou a inaugurar as obras de restauração do prédio, que estava com goteiras, e recuperou o piso e o asfalto da pista.

A obra que custou R$ 12,9 milhões, no entanto, não resolveu o problema do telhado e o prédio ainda apresenta uma série de problemas, como a necessidade de uma nova reforma da rede elétrica e alternativas para se ocupar o espaço do mezanino, que hoje está vazio.

(Veja Matéria completa em Notícias do Dia, 21/09/2017)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *