Por Assessoria de Comunicação

FloripAmanhã e Prefeitura realizam 1º Encontro sobre Revitalização de Espaços Urbanos




Nesta quarta-feira (21), foi realizado o 1º Encontro sobre Revitalização de Espaços Urbanos e Meio Ambiente de Florianópolis no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Promovido pela Prefeitura, juntamente com a associação FloripAmanhã, o evento apresentou projetos inovadores e bem sucedidos de revitalização, bem como provocou a discussão sobre a realidade dos espaços urbanos públicos da capital entre empresários, associações e pessoas físicas, além de secretários e servidores municipais, entidades e empresas com interesse em adotar estes locais, como praças e canteiros. Na ocasião, também foi assinado o termo de adoção da Praça Irmã Maria Tereza Kock, no Santa Mônica, pela RM Fitness. Somente neste ano, 12 espaços já foram adotados pela iniciativa privada.

“Recebemos sugestões muito interessantes feitas por adotantes, servidores municipais e associados”, comenta a presidente da Associação FloripAmanhã, Anita Pires. “Hoje em Florianópolis percebemos um ambiente propício para um trabalho público-privado, para um diálogo mais intenso com a gestão municipal, o que é extremamente importante para que as organizações possam colaborar para a construção de políticas públicas e ajudar a cidade a superar as dificuldades atuais, seja de gestão, seja de ações que a sociedade pode fazer para que a cidade tenha cada vez mais qualidade de vida”, completa. Segundo Anita, hoje só há um caminho para resolver os desafios que a cidade tem: um trabalho conjunto das pessoas, organizações e empresas junto com o poder público.

A presidente da FloripAmanhã destaca ainda outro assunto importante discutido no evento, considerado um grande empecilho da relação entre a cidade e a prefeitura, que é a burocracia. “Como nós temos um Grupo de Trabalho de Gestão Pública na FloripAmanhã, propomos que esse assunto possa ser discutido no Grupo para analisar quais são as leis que emperram o desenvolvimento de cidade, para que a gente possa sugerir mudanças na legislação, relacionadas à adoção de espaços públicos e outros assuntos, para que a cidade tenha leis mais adequadas ao século 21 e às necessidades atuais das metrópoles”, afirma Anita.

Responsabilidade de Todos

Estimular a integração e a cooperação do poder público municipal com as entidades não governamentais e proporcionar a troca de experiências e informações visando à melhoria destes locais estavam entre os objetivos do encontro. Segundo a secretária de Segurança Pública e coordenadora do Grupo, Maryanne Mattos, este evento foi de grande importância para criar uma relação mais estreita e direta com os adotantes de espaços públicos e para, ao mesmo tempo, incentivar novos adotantes. A partir do momento que estes espaços são cuidados e bem iluminados, passam a ser utilizados pelas pessoas para lazer, eventos culturais e encontro entre amigos.

“Qualquer pessoa jurídica pode adotar e manter um espaço público, basta manifestar interesse. Precisamos criar a cultura de que o local é de responsabilidade de todos, não apenas do poder público. Juntos podemos fomentar ações para devolver esses lugares para a sociedade. Locais mal cuidados, sem iluminação e com pouca circulação de pessoas ficam suscetíveis a crimes, ao uso de drogas e a outras atividades ilícitas”, argumenta Maryanne.

Adote Uma Praça

O Programa Adote uma Praça foi lançado em 2007 através de parceria com a Floram com o propósito de resgatar o espaço público como área de lazer, com segurança, revitalizada e que promova qualidade de vida para nossos moradores – premissas visíveis na Praça Celso Ramos, Praça XV de novembro, Largo da Alfândega, entre outras. Dos 208 espaços públicos existentes em Florianópolis, 100 foram adotados através do “Adote uma Praça” (dados de junho 2012), representando economia para o poder público e benefícios para a população.

Para adotar um espaço público, o munícipe pode entrar em contato com a Associação FloripAmanhã ou manifestar interesse no PRÓ-CIDADÃO, abrindo um processo para o pedido.

Grupo de Revitalização de Espaços Urbanos e Meio Ambiente

O grupo de trabalho irá propor e coordenar, por meio de serviço voluntário, a execução de ações planejadas para revitalização e manutenção de espaços públicos no município. Verificar as condições dos locais e os principais pontos que precisam de limpeza e manutenção, bem como aumentar as rondas para garantir a segurança estão entre as principais ações.

Segundo Maryanne Mattos, secretária de Segurança Pública e coordenadora da equipe, é grande a demanda referente ao abandono desses lugares, principalmente parques e praças. “Resolvemos criar um grupo composto por representantes de diversas secretarias do poder público para juntos fazermos ações integradas na solução dessa questão, que vem da sociedade”, explica.

Para adotar um espaço público, o munícipe pode entrar em contato com a Associação FloripAmanhã ou manifestar interesse no PRÓ-CIDADÃO, abrindo um processo para o pedido, ou ainda diretamente na Floram.

Fotos: Cristiano Andujar/PMF



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.