Clipping

Projeto para novo vão central do Mercado Público propõe modernidade ao local




A leveza, espaços livres e uma estrutura que pouco interfere no patrimônio histórico do Mercado Público foram fatores relevantes para escolha do projeto vencedor para o novo vão central do Mercado Público, em Florianópolis.

Foram 225 inscritos e 64 trabalhos. O projeto vencedor dos arquitetos Gustavo Correia Utrabo e Pedro Lass Duschenes e sua equipe de Curitiba no Paraná foi anunciado na tarde desta terça-feira, na sede do palácio Cruz e Sousa, no Centro de Florianópolis.

Segundo a organização do concurso nacional o trabalho foi escolhido por apresentar além de todas as exigências técnicas, a beleza de um estrutura que não toca nas paredes do Mercado.

Segundo a defesa da equipe de arquitetos à organização do concurso, o projeto foi desenvolvido com a finalidade de unir as construções existentes e proporcionar opções variadas de luz, sombra e circulação de ar.

O material utilizado, vidro e aço, contrasta com o prédio histórico de forma simples, leve e transparente. “Surge um grande pano de vidro com trechos retráteis, apoiados em duas vigas metálicas centrais, em formato de calhas”, cita o texto.

— É uma ideia bem interessante, os pilares respeitam a linha dos pilares existentes. Uma estrutura limpa e com um espaço dinâmico feito pensando nas intervenções artísticas— observa o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SC), Rael Belli.

O concurso nacional realizado para escolher o novo projeto foi pioneiro em Santa Catarina. O primeiro colocado recebe o valor de R$20 mil, o segundo R$10 mil e o terceiro R$5 mil, outros três recebem menção honrosa. O vencedor tem agora 120 dias para apresentar o projeto executivo. Depois será aberta a licitação para escolha da empresa responsável pela obra.

Nova estrutura deve ficar pronta em meados de 2014

Durante o anúncio dos vencedores, o prefeito Cesar Souza Junior disse que a expectativa é que o Mercado Público fique totalmente pronto até julho de 2014. Atualmente ocorrem reformas na ala norte, que devem ser concluídas em março. Depois será a vez da reforma na ala sul, que deve ser mais complexa.

As obras no vão central ocorrem paralelamente e tem um orçamento inicial em torno de R$ 1 milhão. Ao total a prefeitura estima gastar com todas as reformas cerca de R$ 10 milhões.

— Foi uma vitória da união de forças e adaptação das ideias que fazem Florianópolis avançar. Vitória das opiniões que se convergem para fazer algo proposto— destacou o prefeito.

Em segundo lugar foram escolhidos os trabalhos da equipe de Antônio Claudio Oliveira Souza Leite e em terceiro o projeto apresentado por Nara Martins Telles e equipe, que receberão uma premiação em dinheiro.

Recebem menção honrosa a equipe de Paula Farage Knupp dos Santos, de Brasília, João Antônio Vale Diniz, de Minas Gerais, e em terceiro lugar Américo Ichida e sua equipe de colaboradores, todos da Universidade Federal de Santa Catarina.

Equipe vencedora

Autores:

Gustavo Correia Utrabo é de Curitiba, PR, formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná, em 2010. Atualmente cursa especialização em Literatura e História Nacional, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Pedro Lass Duschenes formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná, em 2011.

Co-autor: Bárbara Zandavali

Colaboradores:Maguelonne Gorioux, Felipe Gomes, Agatha Linck

(DC, 26/11/2013)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.