Clipping

Sistema Integrado de Mobilidade deve mudar radicalmente o transporte coletivo em Florianópolis




A licitação do transporte coletivo de Florianópolis será o ponto de partida para o SIM (Sistema Integrado de Mobilidade), uma série de medidas e obras, como corredores exclusivos para ônibus, que está sendo preparada pela prefeitura. Na quarta-feira (11), durante sabatina realizada pelos veículos do Grupo RIC, o prefeito Cesar Souza Júnior (PSD) explicou a ideia e adiantou algumas informações sobre as mudanças que serão feitas no transporte coletivo.

“O que a gente vai apresentar [na próxima quarta-feira, dia 18] não é uma mera licitação, uma mera regularização. Vamos apresentar um Sistema Integrado de Mobilidade, que se chama SIM, que contempla a nova licitação, a tecnologia do sistema e as obras e melhorias para os próximos 30 anos. Para curto, médio e longo prazo. Tudo associado ao Plano Diretor”, afirmou Cesar aos jornalistas, na sede do Grupo, no morro da Cruz. O SIM engloba, por exemplo, os corredores exclusivos e o teleférico, obras contempladas pelo PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), além da licitação do transporte coletivo.

Na última segunda-feira, a licitação foi apresentada em audiência pública e recebida com vaias por usuários. César minimizou as críticas, dizendo que foram três ou quatro integrantes do MPL (Movimento Passe Livre) e reclamou que não foram apresentadas sugestões.

Outra crítica na audiência pública foi sobre a falta de informações, como, por exemplo, como serão as linhas dos ônibus. Cesar garantiu que nesta quinta-feira as informações serão publicadas no site da prefeitura, junto com um espaço para serem enviadas sugestões.

O prefeito também foi questionado pelos jornalistas sobre a integração metropolitana. “Não posso licitar região metropolitana. Tenho certeza que nosso sistema, moderno, tecnológico, ágil, vai empurrar todo mundo para entrar. Todos vão pode integrar”, garantiu.

Cesar afirmou ainda que espera a definição do governo do Estado sobre o projeto para a quarta ligação entre Ilha e Continente. Ele quer estudar a integração com o transporte público de Florianópolis.

SIM (Sistema Integrado de  Mobilidade)

Transporte coletivo e obras

O que é

O projeto será apresentado na próxima quarta-feira. Além do transporte coletivo, a prefeitura vai expor todas as obras para a mobilidade na região, como corredores exclusivos e o teleférico, que têm recursos garantidos no PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento).

BRT Volta ao Morro

Será uma linha circular ao longo do Morro da Cruz, semelhante ao UFSC Semidireto ou a Volta ao Morro Pantanal. Serão faixas exclusivas para ônibus, o chamado BRT (Bus Rapid Transit), criado em Curitiba. “O mais difícil é garantir fluxo e previsibilidade de horários. Porque sistema integrado não funciona? Porque não prevê faixa exclusiva. Alguém trocando o pneu para tudo. Não é como Curitiba. Lá se é para chegar às 4h chega às 4h”, disse o prefeito. O projeto tem recursos do PAC e precisa ser entregue até 30 de setembro. A licitação está prevista para esse ano.

Teleférico

Também com recursos do PAC, o teleférico ligaria o Ticen à UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Estará integrado aos BRTs.

Outros BRTs

A ideia da prefeitura também é tentar, via Brasília, recursos para criar outros três BRTs. Um no Norte, um no Sul e um no Continente. Após os protestos, a presidente Dilma Rousseff afirmou que ia destinar R$ 50 bilhões para mobilidade. “Quando formos chamados para discutir os R$ 50 bilhões vamos pedir mais BRTs”, disse.

Hercílio Luz e Ivo Silveira

Segundo essa lógica de BRTs, a prefeitura quer revitalizar a avenida Ivo Silveira e já deixá-la preparada para receber um corredor exclusivo para ônibus. A ideia também é que a ponte Hercílio Luz seja usada como uma faixa preferencialmente para ônibus.

Integração

O prefeito também cobrou a finalização da duplicação da Via Expressa (BR-282) e ampliação até São José da Beira-mar Continental como forma de resolver os problemas de mobilidade da Grande Florianópolis. Disse que não pode licitar os outros sistemas de ônibus, mas que o modelo de Florianópolis poderá ser anexado aos outros.

Elevado Rio Tavares

Também é uma promessa de campanha. Cesar quer licitar, até o fim do ano o elevado do Rio Tavares. O tráfego ao Sul da Ilha é um dos principais problemas de mobilidade.

Fonte: ND

(ND, 12/09/2013)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.