Workshop apresenta linhas de apoio à inovação em Florianópolis
09/07/2013
Com R$ 87 milhões para restaurar ponte Hercílio Luz, Governo vai cobrar mais rapidez nas obras
09/07/2013

Exibição de “A Edução Proibida” em Florianópolis reúne pesquisadores de Santa Catarina e de São Paulo

German Doin não passou no teste de admissão da Faculdade de Cinema. Graças a isso, pode fazer o documentário A Educação Proibida, exibido ontem na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. O diretor do filme participou de uma conversa após a exibição.

No auditório do CIC, onde foi realizado o evento, a plateia era formada por professores e pesquisadores de pedagogia, além de cineastas e público em geral. Vindos tanto da UFSC e USP (de São Paulo) quanto da rede municipal de ensino, os presentes queriam apresentar atividades de ensino inovadoras a German e estavam curiosos sobre possíveis sequências do filme.

– Se a educação é diferente em outros lugares, isso sempre foi uma curiosidade para mim. Quando saí da escola fiz esse filme, aos 24 anos, e busquei depoimentos com autoridades, com quem me dissesse “assim dá certo, assim não dá”. Mas agora eu gostaria de ouvir das crianças o que elas pensam – disse o diretor.

Filmado em oito países da América Latina e da Europa, o longa independente reúne entrevistas com educadores em que questionam os métodos tradicionais de educação: o formato de sala de aula, com lousa e um professor que tem voz ativa enquanto os alunos ficam passivos.

– A intenção não era fazer um filme para as pessoas gostarem ou não, mas para gerar uma discussão: será que a maneira como a escola funciona é a melhor maneira? – questiona.

Financiado via crowdfunding, o filme foi feito com um orçamento de US$ 62 mil.

– As pessoas colaboravam com dinheiro, mas quem não podia colaborava com uma música ou uma animação. E por isso o filme tem formatos tão diferentes – contou German.

O cineasta falou sobre uma rede de educadores criada recentemente na internet para trocar experiências e relatar projetos transformadores (www.reevo.org).

Para tornar ainda mais democrática a produção, o filme está disponível na íntegra no Youtube. A partir de agora, serão disponibilizadas aos poucos as entrevistas na íntegra. Ao todo, são cerca de 90 entrevistados.

(DC, 09/07/2013)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *