Termina a greve dos professores
20/03/2008
Indústria poderá usar garrafa PET reciclada
20/03/2008

A HumanCar já desenvolveu o FM-4 (de Fully Manual 4 passenger, ou completamente manual para quatro passageiros), veículo em que a tração é humana. Em vez de usar as pernas, os passageiros usam as mãos para mover alavancas em forma de T, como numa remada, e geram a força transmitida para as rodas. Pode-se inclinar as alavancas, como no esqui e no snowboard. O carro faz a energia do movimento oscilatório se tornar rotacional, produzindo mais de 2 000 watts, segundo a HumanCar.
No próximo dia 22/03, Dia da Terra, a empresa deve apresentar o que chama de o primeiro híbrido elétricohumano, o Imagine. Ele mescla a propulsão do FM-4 a duas baterias, que adicionam eletricidade à energia gerada pelos ocupantes quando o carro precisa, no caso de subidas. O Imagine parece um kart de quatro lugares, com mais carenagem, mas prevê-se que ele terá um teto.
Seu chassi é descrito como um exoesqueleto dentro do qual vão os passageiros. O carro aproveita a energia das frenagens para recarregar as baterias. Embora o projeto ainda esteja sendo concluído, a HumanCar já aceita encomendas para as primeiras 100 unidades do Imagine, ao preço de 15 000 dólares.
A produção em escala ainda depende de investidores. Cientistas americanos e canadenses também estão desenvolvendo um aparelho capaz de aproveitar a energia cinética dos movimentos das pernas e transformá-la em eletricidade. Uma caminhada leve geraria 5 watts (o que faz dez celulares funcionarem) e uma corrida, 54 watts. Pesando 1,6 kg e instalado nas duas pernas, o aparelho tem um chassi de alumínio que vai da coxa à panturrilha. Seu motor inclui gerador, correias, potenciômetros e conectores.
A energia captada pode se tornar uma nova fonte de energia para os equipamentos elétricos no interior dos carros. São alternativas para quem gosta de se exercitar. Em ambas as tecnologias, as únicas emissões são de calor e suor.
Fonte: Revista Quatro Rodas
(Planeta Sustentável, Março de 2008)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *