Tráfico ameaça segurança na Capital
07/06/2006
Meio Ambiente: ministério e laranjas
08/06/2006

Segurança: Instituições enfrentam o descrédito da população

O combate à criminalidade ganhou um novo aliado em Florianópolis: os números. A tentativa de diagnosticar e tratar o mal, que contamina cada vez mais áreas da Capital, surgiu com uma pesquisa encomendada pelo Movimento FloripAmanhã e realizada pelo Instituto Mapa.

Tomado pelo impulso dos graves acontecimentos de São Paulo, José Nazareno Vieira, diretor-presidente do Mapa, propôs o estudo. Foram realizadas 16 perguntas para 400 entrevistados, nos dias 17 e 18 de maio. O resultado foi apresentado ontem à tarde.

Segundo o presidente do FloripAmanhã, Alaor Tissot, a importância do material é enorme, uma vez que a população nunca tinha sido consultada sobre o tema. Tissot afirmou ser só o ponto de partida, e não a linha de chegada.

As estatísticas mostraram que quatro de 10 moradores da Capital foram vítimas de agressão física ou assalto. O grau de confiança nas instituições apresentou níveis semelhantes para a Polícia Militar e Polícia Civil. De acordo com os dados, a descrença na PM envolveu 35% dos entrevistados, contra 39% que possuem índice de confiança médio. No caso da Polícia Civil, a taxa de desconfiança foi de 31% – e 39% médio.

As pessoas acham, ainda, que as polícias estão mal equipadas e necessitam de treinamento e salários mais altos para melhorar o desempenho. O incremento no efetivo também figurou entre os pedidos.

Para Ildo Rosa, secretário municipal da Defesa do Cidadão, o estudo é válido na medida em que dá uma dimensão de onde os órgãos devem investir.

“No mundo todo ocorrem essas pesquisas. Em vez de perdemos esforço, focamos em uma abordagem certa, uma abordagem cirúrgica”, explicou Ildo.

O policial militar Giovani Pacheco, representante da corporação, classificou a iniciativa como interessante e disse que a maior preocupação agora é buscar as causas e eliminá-las. Além disso, Pacheco destacou serem necessárias a união das instituições e a participação da comunidade.
(Gustavo Jaime, DC, 07/06/2006)

Confira a íntegra da pesquisa promovida pelo FloripAmanhã.

Participe das discussões sobre segurança em nosso Fórum.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *