Prefeitura de Florianópolis inicia nova faixa na SC-404
12/09/2019
Prefeitura de Florianópolis busca alternativa para contratar nova empresa da Zona Azul
12/09/2019

Obra do Parque Linear está parada, após novo problema ambiental em Ingleses

A obra de construção do Parque Linear dos Ingleses não evoluiu e esbarra em um novo problema ambiental, após uma nova trapalhada interna da prefeitura. 105 dias depois da assinatura da ordem de serviço pelo prefeito Gean Loureiro, em 29 de maio, a obra paralisou por falta de recuo em relação ao Rio Ingleses. O município pode ter que, inclusive, remover parte do aterro para que se tenha os 15 metros regulamentares pela legislação. O projeto está passando por uma readequação e, nesta quarta-feira (11), não havia trabalhadores no local. A obra é avaliada em R$ 1,4 milhão, mas foi orçada em R$ 590 mil no início. Ela ficou mais cara devido ao aterro que poderá ser removido.

Segundo o secretário de Infraestrutura, Valter Gallina, a Floram, que é do município, realizou novas exigências para que o projeto fosse continuado. Uma delas é o recuo previso em lei, entre o rio e a praça. Isso está fazendo com que as plantas sejam modificadas e, com o problema constatado, os trabalhos não podem continuar. O secretário não comentou se vai diminuir o valor da obra.

“Ainda estamos discutindo com o pessoal da Floram e da área ambiental o que fazer ali. O pessoal quer mais árvores e coisa, e nós queremos colocar algum equipamento que beneficie a população como bancos. Eles querem os 15 metros do rio. Daí mexe muito com o nosso projeto. Por isso, estamos rediscutindo e vamos chegar em um denominador ainda nesta semana”.

O projeto corre o risco de ter removido parte do aterro já realizado (o mais caro da obra), para respeitar a legislação que prevê um recuo de 15 metros. Sendo readequado, o parque poderá ter diminuída parte da área prevista e que era de 2,7 mil metros quadrados. Questionado sobre uma falta de comunicação interna entre os órgãos da prefeitura, o secretário minimizou e disse que não prefere entrar em polêmicas.

“Não acho que é falta de comunicação interna e houve denúncia dali. É lei, mas o problema principal seria fechar a vala. Acho que sobre essa praça, não posso entrar em polêmica, pois na semana que vem teremos as definições”, disse Gallina.

O secretário garante que entregará a obra pronta para as festividades de Natal em Ingleses.

Outras trapalhadas que atrasaram a mesma obra
No início da construção, a Prefeitura de Florianópolis promoveu uma sequência de trapalhadas. A falta de licença ambiental da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Floram) atrasou o início das obras em 29 dias, sendo que a empreiteira trabalhou apenas um dia no espaço e suspendeu os trabalhos. Depois, o município não tinha local apropriado para descartar a vegetação que estava sendo removida do terreno, o que reduziu o ritmo dos trabalhos no parque. A falta de verbas fez com que uma rua fosse retirada do projeto. Ela ligaria a SC-403 com a Servidão Três Irmãos, ao lado da Igreja Católica e do parque, até a Rua Intendente João Nunes Vieira.

(Jornal Conexão, 11/09/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *