Segurança urbana: uma cidade boa para crianças é boa para todos
19/06/2019
Mais de 12 mil atletas tomaram as ruas para participar da 42k de Floripa
24/06/2019
Lançamento do Relatório de Análise de Indicadores de Florianópolis 2018

Na próxima terça (25/06), a Rede Ver a Cidade (Rede de Monitoramento Cidadão) de Florianópolis, coordenada pela Associação FloripAmanhã, apresenta o Relatório de Progresso de Indicadores (RAPI 2018), na Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis, das 9h30min às 12h. O evento está sendo promovido em parceria com a Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert).

O Relatório Anual de Progresso dos Indicadores é resultado de um processo de coleta e análise de indicadores de sustentabilidade urbana, que iniciou em abril de 2018 e levou cerca de sete meses para ser concluído. O RAPI apresenta a situação de Florianópolis a partir de 132 indicadores da cidade, seguindo metodologia do Programa Cidades Emergentes e Sustentáveis (CES), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), bem como indicadores locais, definidos pela Rede Ver a Cidade Florianópolis, aglutinados por 32 subtemas, 12 temas e 3 dimensões econômica, ambiental e urbana. Na apresentação serão detalhados os cinco melhores indicadores e os cinco piores, além de um panorama geral. “A avaliação dos indicadores vai definir quais os caminhos das novas políticas públicas a serem trabalhadas pela sociedade e também em cooperação com a prefeitura”, diz a presidente da FloripAmanhã, Anita Pires.

O levantamento das informações foi realizado pela Rede Ver a Cidade em conjunto com a prefeitura de Florianópolis. A maioria dos indicadores é comum às seis cidades do Brasil que fazem parte da Rede – Florianópolis, Vitória, João Pessoa, Palmas, Goiânia e Três Lagoas. “Esse levantamento nos permite olhar a cidade de um ano para outro, entender o desenvolvimento ou até regressões de qualidade de vida dos moradores da cidade. Aqui adicionamos mais 19 indicadores locais para melhor entender as situações particulares de Florianópolis”, esclarece o coordenador do Grupo de Trabalho Gestão Pública da Associação FloripAmanhã, Ivo Sostizzo.

Como o levantamento é feito

O RAPI é o resultado do trabalho coletivo que envolveu diferentes organizações. O processo de coleta dos indicadores junto ao poder público, sistematização e análise foi conduzido pelo Grupo Estratégico de Monitoramento (GE) da Rede Ver A Cidade, em parceria com o Grupo Estratégico de Inteligência e sob a coordenação da Comissão Executiva local. em Florianópolis participam a Associação FloripAmanhã, a Universidade Federal de Santa Catarina e a RIC TV Record.

O objetivo da coleta e análise de progresso dos indicadores, realizado através de trabalho voluntário de especialistas, professores universitários, mestrandos e doutorandos, é auxiliar governo e sociedade a estabelecerem e seguirem prioridades claras e mensuráveis para o desenvolvimento sustentável da cidade. Inclusive a Rede Ver a Cidade Floripa propôs à Prefeitura de Florianópolis que a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) faça a capacitação de técnicos de carreira de diversas secretarias municipais para o trabalho de monitoramento e qualificação de indicadores.

A análise dos indicadores contribui para a avaliação das políticas públicas urbanas, a partir de uma visão técnica, objetiva e metodologicamente embasada. O RAPI é um grande instrumento de discussões com o governo municipal para a identificação de possíveis políticas públicas. “O acompanhamento dos indicadores é muito importante porque define quais políticas públicas estão dando certo e que políticas públicas de alguns setores estão precisando de intervenções maiores. Por isso é muito importante que a sociedade acompanhe”, diz Anita Pires. O primeiro olhar sobre a cidade foi realizado com dados de 2016 e estão no RAPI 2017, disponível para download clicando aqui.

A Análise de Progresso dos Indicadores é uma importante ferramenta para que a sociedade possa abordar as questões urbanas a partir do real conhecimento de dados confiáveis e atualizados, e não a partir de perspectivas subjetivas. Além disso, a medida em que a sociedade se apropria de informações sobre sua cidade, o debate político se torna mais rico, mais participativo e com melhores resultados para toda a população.

Saiba mais sobre a Rede Ver a Cidade

A Rede Ver a Cidade (Rede de Monitoramento Cidadão) traz uma nova cultura de se olhar a cidade e identificar a situação de Florianópolis sob diversos aspectos. Ela é uma organização, independente e apartidária, criada com o objetivo de acompanhar, de forma técnica e imparcial, o desempenho da cidade em questões que impactam sua sustentabilidade e a qualidade de vida de seus cidadãos.

A Rede fazia parte de um programa do Banco Interamericano de Desenvolvimento e da Caixa Econômica Federal, mas estas entidades descontinuaram o Programa no final de 2018. Desde então ele é tocado por um grupo de entidades voluntariamente. Na composição da Comissão Executiva da Rede Ver a Cidade de Florianópolis estão a associação FloripAmanhã (Presidência), a Universidade Federal de Santa Catarina (Vice-Presidência Técnica) e a RIC TV Record (Vice-Presidência Administrativa). A Rede também possui Grupos Estratégicos: o GE de Monitoramento é coordenado pelo Observatório Social de Florianópolis, o de Competitividade, pela FIESC, GE de Inteligência pela UFSC, e Comunicação pela RIC TV Record.

Serviço

O quê: Lançamento do Relatório de Progresso de Indicadores (RAPI 2018)

Quando: 25 de junho, terça-feira.

Horário: das 9h30min às 12 horas

Onde: Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis (CDL)

Endereço: Rua Felipe Schmidt, 679 – Centro, Florianópolis

Também publicado por (Portal da Ilha, 24/06/2019)

mm
Assessoria de Comunicação FloripAmanhã
A Assessoria de Comunicação da FloripAmanhã é responsável pela produção de conteúdo original para o site, newsletters e redes sociais da Associação. Também realiza contatos e atende demandas da imprensa. Está a cargo da Infomídia Comunicação e Marketing Digital. Contatos através do email imprensa@floripamanha.org

1 Comentário

  1. […] Relatório Anual de Progresso dos Indicadores é resultado de um processo de coleta e análise de indicadores de sustentabilidade urbana, que […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *