Gean Loureiro pede ao Governo de SC agilidade para obras na SC-401, em Florianópolis
24/01/2019
MPSC chama reunião para discutir ocupação do Centro Histórico de Florianópolis
24/01/2019

Ponte Hercílio Luz será usada por pedestres, transporte público e bicicletas, diz prefeito

Com previsão de término da reforma estimada em dezembro de 2019,  a utilização da Ponte Hercílio Luz, tradicional símbolo arquitetônico de Florianópolis, já está definida e deve priorizar as pessoas e o transporte coletivo, além do uso de bicicletas.

Para o prefeito Gean Loureiro (MDB), “não adianta liberar imediatamente o tráfego para carros porque irá gerar novos pontos de congestionamento”. A ideia é dar prioridade ao transporte coletivo para atrair as pessoas para esse modal e conseguir dar mais velocidade ao trânsito. “Também devemos priorizar as bicicletas e, nos finais de semana, usá-la apenas como referência turística, com atividades culturais como largadas de maratonas, corridas de bicicleta, ou seja, transformar verdadeiramente a ponte para que seja muito mais que um símbolo, uma realidade turística de Santa Catarina”, defende.

A proposta, que já teria sido discutida com a sociedade, foi revelada nesta quarta-feira (23) pelo prefeito Gean Loureiro, após sua primeira reunião com o secretário estadual de Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, na terça (22), para pedir mais agilidade em obras nas rodovias estaduais que cortam o município, como a SC-401 e a SC-404.

(Confira matéria completa em ND, 23/01/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *