Prefeitura de Florianópolis conclui projeto para alargamento de praia do Norte da Ilha
27/09/2018
Portugal e SC: caminhos para integração de ecossistemas de inovação e tecnologia
27/09/2018

Obra da despoluição da Beira-Mar Norte envolverá guindaste nesta sexta-feira (27/09)

Mais uma operação de içamento das grandes estruturas de concreto que compõem o Projeto de Balneabilidade da Beira-Mar Norte, em Florianópolis, será realizada nesta sexta-feira, 28 de setembro. O trabalho deve ocorrer entre 8h30min e 10h e o trânsito poderá sofrer alterações.

Devido ao recuo da área que também é destinada a lazer, com academia ao ar-livre, a operação poderá ser acompanhada mais de perto pela população. Segundo a Casan, os trabalhos poderão ser fotografados e filmados. Ainda, engenheiros da companhia estarão no local para prestar esclarecimentos técnicos sobre o projeto e o estágio da obra. Em caso de mau tempo, a operação deverá ser adiada.

A manobra envolverá um caminhão-guindaste, o que poderá gerar alteração no tráfego nas proximidades do bolsão da Casan, na altura da Praça Sesquicentenário, onde as equipes estarão trabalhando. A Guarda Municipal estará na região até o término dos trabalhos, orientando o trânsito.

As 16 estruturas de concreto, com pesos que variam de 15 a 50 toneladas, serão assentadas rente à praia, junto às saídas de drenagem, para evitar que a água poluída com esgoto chegue à Baía assim como para evitar a entrada da água da Baía no sistema de despoluição em momentos de maré alta.

(Hora de Santa Catarina, 27/09/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *