Clipping

Contorno viário: falta cobrança




Da Coluna de Moacir Pereira (DC, 22/12/2017)

O último relatório da Fiesc sobre novo atraso na conclusão das obras do Contorno da BR-101, na Grande Florianópolis, acionou o alarme no Fórum Parlamentar Catarinense e entre as lideranças políticas e empresariais da região e do Estado. O contorno deveria ter sido inaugurado no início de 2016 e vem sofrendo sucessivas protelações, por diferentes motivos: falta de licenças ambientais, problemas nas desapropriações, burocracia exagerada dos órgãos federais, irresponsabilidade do ex-prefeito da Palhoça construindo sobre o traçado original e interferência política numa interminável discussão sobre a ligação sul do contorno com a BR-101.

Preocupado com a nova prorrogação do término da obra, o deputado Esperidião Amin (PP), que desde o início da concessão vem acompanhando todas as etapas do processo em Brasília e Santa Catarina, decidiu agir na cobrança dos órgãos fiscalizadores e da concessionária.

Autor de ação popular contra a Auto Pista Litoral que tramita no Tribunal Regional Federal de Porto Alegre, o ex-governador fez os cálculos e constatou que a nova concessionária tem sido mais ágil nos serviços e oferece gestão mais qualificada. Mas há problemas sérios. Por exemplo: a Auto Pista Litoral informa que realizou 70% das obras do contorno. Mas as despesas totalizam apenas 25% do total. Quer dizer, não executou as várias obras de arte, pontes, túneis e viadutos. Testemunha também que a ANTT não exerce a devida fiscalização para cumprimento do cronograma.

Amin está enviando notificação ao Tribunal de Contas da União, ANTT, Ministério Público Federal e Tribunal Regional Federal, alertando para o novo atraso no contorno e requerendo maior fiscalização e ação. O trecho é fundamental para melhorar a mobilidade na BR-101, na Grande Florianópolis e, sobretudo, na Ilha de Santa Catarina.



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Um comentário para Contorno viário: falta cobrança

  1. Élzio do Espírito Santo Oliveira

    Triste situação de postergações, mas não tão triste para a concessionária, já que os aumentos de pedágios estão em dia,, né ANTT??? Nossos parlamentares precisam passar do discurso para ação, sem esquecer que estes atrasos prejudicam o país, já que a rodovia serve a todo o país, especialmente o sul e Mercosul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.