Clipping

Plano diretor




Da Coluna de Rafael Martini (DC, 06/11/2017)

Participação popular e papel dos vereadores, função do Ministério Público e indenização diante de limitações ao direito de propriedade. Esses são tópicos que integrarão o debate sobre “Plano diretor e desenvolvimento sustentável”, durante o VII Congresso Catarinense de Direito Administrativo, que começou na segunda, em Florianópolis.

“A ideia é estabelecer critérios para a mobilidade urbana à luz do Direito Administrativo, diante da interferência dos planos diretores na propriedade privada”, destacou Salomão Ribas Junior, presidente do Instituto de Direito Administrativo de SC. O evento é uma promoção do Idasc, com apoio do TCE, Escola do Legislativo, UFSC, Federação de Municípios (Fecam) e Associação Catarinense de Imprensa.



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.