Economia sustentável ganha força em Santa Catarina
24/10/2017
Comitiva do Fórum do Turismo de Florianópolis retorna otimista com decisão sobre os beach clubs
25/10/2017

O futuro dos beach clubs de Jurerê após julgamento de recurso nesta terça-feira

Da Coluna de Paulo Alceu (DC, 24/10/2017)

O Tribunal Regional Federal de Porto Alegre julga nesta terça-feira recursos contra decisão do juiz Marcelo Kras Borges, da Vara Ambiental Federal de Florianópolis, que determinou a demolição dos beach clubs. Um julgamento que poderá definir o futuro não apenas destes empreendimentos turísticos de Jurerê Internacional, como – e principalmente – o futuro da Ilha de Santa Catarina.

A primeira pergunta: a quem interessa a demolição dos restaurantes que geram empregos, elevam a receita tributária do município, proporcionam lazer para milhares de catarinenses e turistas, se forem respeitadas – como já estão – a lei do silêncio e o Código de Posturas?

Todos os beach clubs foram edificados com alvarás da prefeitura, da Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e órgãos ambientais. Determinar sua demolição agora vai multiplicar a insegurança jurídica numa cidade sem Plano Diretor e sem incentivos para projetos sustentáveis que reduzam a pobreza, promovam a distribuição da renda e novas oportunidades econômicas para a população.

Dado relevante: quem fizer uma simples verificação de fotos da praia de Jurerê Internacional antes e depois dos beach clubs vai constatar que atualmente há mais vegetação, muito mais verde, do que há 30 anos.

Demolir significa destruir o que está feito, é inútil à cidade e causa prejuízos ambientais e danos sociais e políticos irreparáveis.

O interesse público recomenda que sejam mantidos. É mais do que razoável que continuem oferecendo serviços, emprego e renda para Florianópolis. E o bom senso, principalmente, é um dos mais sólidos argumentos pela sua preservação.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *