Clipping

Força-tarefa aborda 17 pessoas em situação de rua na Lagoa da Conceição




O Grupo Permanente em Defesa das Pessoas em Situação de Rua voltou a vistoriar a Lagoa da Conceição, em Florianópolis. A operação ocorreu na noite de terça-feira (24/10). Ao todo foram abordadas 17 pessoas em situação de rua : cinco mulheres e 12 homens. Um deles foi encaminhado para a delegacia de polícia para as providências legais, pois havia mandado de prisão em aberto contra ele por dívida de pensão alimentícia.

A força-tarefa, conduzida pelo Promotor de Justiça Daniel Paladino, encontrou um imóvel abandonado do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) no Canto dos Araças. ”Vamos oficiar o DNIT para lacrar ou regularizar o imóvel”, comenta Paladino.

As pessoas abordadas durante a ação foram orientadas a irem para albergues e para o Centro de Referência e Atendimento à População de Rua (Centro POP). A equipe da Delegacia de Pessoas Desaparecida também colheu as digitais das pessoas para confecção de documentos de identidade – o que é uma iniciativa para identificar pessoas com registro de desaparecimento ou com mandado de prisão em aberto.

A força-tarefa deve voltar à Lagoa da Conceição no final de novembro para uma nova operação. A primeira ocorreu em fevereiro desse ano. ”Esse é um trabalho de inclusão social e de resgate da cidadania. A ação é permanente. Percebemos um decréscimo de pessoas em situação de rua aqui na Lagoa da Conceição”, afirma o Promotor de Justiça.

O Grupo Permanente em Defesa das Pessoas em Situação de Rua também mantém ações permanentes no centro de Florianópolis. Todas as terças e quintas-feiras pela manhã o grupo vistoria a área. Nesta terça-feira, por exemplo, a equipe da COMCAP retirou do local um caçamba cheia de lixo.

Participaram da operação integrantes do MPSC, da Polícia Militar, da Delegacia de Pessoas Desaparecidas, da Guarda Municipal, do CDL, das Secretarias Municipais de Saúde e de Assistência Social e do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) da Lagoa e do Centro.

(MPSC, 25/10/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.