Por Assessoria de Comunicação FloripAmanhã

Entidades lançam manifesto por “Um Futuro Melhor para Florianópolis”




Trinta e três entidades representativas da Grande Florianópolis divulgaram hoje nos principais jornais da capital o manifesto “Um Futuro Melhor para Florianópolis”.

A Associação FloripAmanhã é uma das singnatárias e participou da articulação para integração das organizações a fim de buscar a união de esforços com o objetivo de despertar a conscientização da população sobre o momento delicado que vive a cidade.

“Queremos um novo compromisso de cidadania. Ou a gente assume a cidade como nossa, ou a cidade vai ficar cada vez mais inviável e seremos todos responsáveis”, alerta a presidente da FloripAmanhã, Anita Pires. “As pessoas precisam entender que devemos contribuir na busca de soluções adequadas para o desenvolvimento da cidade. Os destinos de Florianópolis dependem do setor publico e do setor privado. É preciso que cada um de nós daça a sua parte”, completa.

O manifesto divulgado hoje é o primeiro organizado pelo grupo de entidades. Na próxima semana haverá um novo encontro para criar grupos de trabalho e um plano de ação para dar continuidade a este processo.

Veja o Manifesto:

UM FUTURO MELHOR PARA FLORIPA

Florianópolis está empobrecendo. A cidade não produz riquezas para melhorar a renda das famílias. Não cria os 10 mil empregos anuais exigidos pela população. Como consequência, alastra-se o desemprego, a desagregação das famílias, a miséria e a marginalização.

Acreditamos que o desenvolvimento econômico é o caminho para as melhorias sociais e que, bem administrado, como se espera, é o melhor aliado da preservação e valorização do nosso rico patrimônio ambiental e cultural.

Entendemos que o plano diretor da cidade, além de ser o instrumento fundamental para organizar a ocupação espacial do território, deve ser a mais importante ferramenta estratégica para orientar as forças econômicas.

Defendemos uma gestão municipal eficiente como condição para reorientar os rumos da cidade para um cenário de crescimento sustentável e melhorias sociais. Para isso, muitas vezes se faz necessário a adoção de medidas econômicas com caráter impactante, que visam alcançar resultados imediatos a fim de vencer os desafios impostos à cidade.

Apoiamos a manutenção do plano diretor aprovado pela Câmara dos Vereadores em 17 de janeiro de 2014, através da Lei Complementar nº 482, e a fixação do prazo de até 180 dias para que a nova gestão possa aprimorá-lo, por meio das contribuições enviadas pela sociedade e com o apoio técnico de entidades representativas de urbanistas, arquitetos e engenheiros.

Não podemos permitir que Florianópolis tenha o mesmo destino de grande parte das capitais brasileiras. As forças produtivas da cidade, aqui representadas pelas entidades signatárias, respondem por aproximadamente 80% da geração de riqueza da cidade e por 60% dos empregos formais. Juntos, neste momento, buscamos soluções que garantam a qualidade de vida para todos os que aqui vivem.

Florianópolis, 15 de fevereiro de 2017.

 FIESC- Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina  FCC&VB – Federação Catarinense dos Conventions e Visitors Bureau
 FECOMÉRCIO/SC – Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina  FHORESC – Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de Santa Catarina
 SEBRAE/SC – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina  SINDUSCON – Sindicato da Indústria da Construção Civil da Grande Florianópolis
 ACATE – Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia  SENGE/SC – Sindicato dos Engenheiros no Estado de Santa Catarina
 ABAV/SC – Associação Brasileira de Agências de Viagens de Santa Catarina  SHRBS – Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Florianópolis
 ASBEA/SC – Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura de Santa Catarina  SECOVI/SC – Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina
 ACE – Associação Catarinense de Engenheiros  SINDIMÓVEIS/SC – Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado de Santa Catarina
 ABEOC/SC – Associação Brasileira de Empresas de Eventos de Santa Catarina  SINDETUR/SC – Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de Santa Catarina
 ABIH/SC – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina  SINDEPARK/SC – Sindicato Intermunicipal dos Estabelecimentos de Garagens, Estacionamentos, Limpeza e Conservação de Veículos
 ABRASEL/SC – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes Seccional Santa Catarina  SESCON/SC – Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisa no Estado de Santa Catarina
 ACATMAR – Associação Náutica Brasileira  CDL – Câmara de Dirigentes e Lojistas de Florianópolis
 ACIF – Associação Comercial e Industrial de Florianópolis  IAB/SC – Instituto de Arquitetos do Brasil
 AMPE – Associação dos Empreendedores de Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais da Região Metropolitana de Florianópolis  IBAPE/SC – Instituto Catarinense de Engenharia de Avaliações e Perícias
 COMDES – Conselho Metropolitano para o Desenvolvimento da Grande Florianópolis  FLORIPAMANHÃ
 CREA/SC – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina  FLORIPA CONVENTION & VISITORS BUREAU
 CRECI/SC – Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Santa Catarina  FORTUR – Fórum de Turismo de Florianópolis

FÓRUM DO SETOR IMOBILIÁRIO DA GRANDE FLORIANÓPOLIS

manifesto Um Futuro Melhor para Florianópolis

(Publicado por: Portal da Ilha, 16/02/2017 / Notícias do Dia, 15/02/2017 / Carlos Damião, 15/02/2016 / Estela Benetti, 15/02/2017 / DeOlho na Ilha, 15/02/2017 / G1, 15/02/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.