Trânsito na Beira Mar Norte ficará alterado na virada do ano
23/12/2011
As obras estão saindo do papel
23/12/2011

Governo do Estado libera terceira faixa da SC-405 que liga o Centro ao Sul da Ilha

Para desafogar o tráfego na região Sul da Ilha, o Governo do Estado
inaugurou a terceira faixa da SC-405, em Florianópolis. A obra de 2,38
quilômetros recebeu investimentos de R$ 7,6 milhões. No ato, o governador
Raimundo Colombo garantiu a elaboração do projeto para construção de
ciclovias, que não estavam contempladas no projeto inicial feito há mais
de dois anos. “Vamos acelerar o processo de elaboração do projeto para
revitalizar a SC-405 com acessos para ciclistas e pedestres. A mobilidade
urbana exige um processo de cultura gradativa. Precisamos conscientizar a
população para o uso de bicicletas como ocorre em países mais
desenvolvidos”, destacou o governador.

Considerada a segunda rodovia mais movimentada de Santa Catarina, a SC-405
recebe diariamente, fora da temporada de verão, 38 mil veículos. Com a
terceira faixa, a pista do meio será reversível, mas até a conclusão das
instalações dos semáforos, prevista para 30 de dezembro, funcionará
sentido bairro-centro. “A nova estrutura da rodovia vai beneficiar os
moradores e turistas que procuram as praias do Sul da Ilha nesta época do
ano”, afirma Colombo.

Até os cinco semáforos serem instalados ao longo da rodovia, a reversão da
terceira faixa poderá ocorrer a qualquer momento, por avaliação e comando
da Polícia Militar Rodoviária (PMRV), conforme o volume de tráfego. Com o
monitoramento da PMRV não será permitido mudar de faixa, fazer
ultrapassagem, ultrapassar a velocidade permitida de no máximo 60Km/h e
fazer o retorno em cima da faixa continua dupla. Os motoristas que
cometerem essas infrações poderão ser autuados.

Os condutores que seguirem no sentido centro – bairro irão encontrar a
faixa da direita permanentemente livre. “Com as sinaleiras, o tráfego será
liberado em duas faixas sentido bairro-Centro, das 6h até as 15h e, no
sentido inverso, das 15h às 6h do dia seguinte”, informou o presidente do
Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Paulo Roberto Meller.

A obra, que iniciou em 17 de fevereiro de 2009, foi paralisada em 17 de
agosto do mesmo ano, retornando as atividades em 1º de junho de 2011, com
a aceleração dos processos de desapropriações. O Governo do Estado
investiu R$ 4 milhões na construção da faixa, além de outros R$ 3,6
milhões com a desapropriação de 93 imóveis. A responsabilidade do trabalho
foi da empreiteira Sulcatarinense, com supervisão dos engenheiros do
Deinfra e apoio da Sotepa Ltda.

(DeOlhoNaIlha, 22/12/2011)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *