Menos de 10% dos municípios de SC têm rede de esgoto
10/06/2008
Construção da Beira-mar Continental de Florianópolis
10/06/2008

Hora de cobrar saneamento

Da coluna de Estela Benetti (DC, 10/06/08)
Embora o Brasil seja uma das maiores economias do mundo, está mal quando o assunto é saneamento, um dos principais indicadores de desenvolvimento e que tem impacto decisivo sobre a saúde e, conseqüentemente, elevados custos na área.
Neste ano de eleições municipais, é hora de os eleitores cobrarem dos políticos mais investimentos em saneamento, porque muitas dessas decisões dependem das prefeituras. Essa recomendação foi feita ontem, no Crea, em Florianópolis, pelo diretor executivo do Instituto Trata Brasil, Raul Pinho, e pelo presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária (Abes/SC), Paulo Aragão.
As lideranças presentes, entre as quais o secretário nacional de Saneamento, Leodegar Tiscoski, defenderam mais investimentos públicos na área, inclusive em pequenos municípios, e mais recursos para a redução de perdas de água tratada.
Pesquisa da FGV, divulgada pelo Trata Brasil, apontou que devido à falta de esgoto tratado, sete crianças morrem, por dia, no Brasil e os trabalhadores que vivem nessas áreas faltam 11% mais no emprego. Entre as empresas que apóiam o instituto estão a Tigre, Amanco, Braskem e Editora Globo.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *