Informativo divulga ações e motiva a participação de todos
08/11/2006
Exceção
09/11/2006

Da coluna de Raul Sartori (A Notícia, 09/11/2006):

Sobre a vontade de alguns empresários de Florianópolis voltar a discutir a instalação de um teleférico na área central ou na Lagoa da Conceição, o ex-vereador Rogério Queiroz lembra que é de sua autoria o projeto de lei, de junho de 1987, sancionado pelo então prefeito Edison Andrino, que autoriza tal sistema de transporte coletivo especial. Recorda que na época sugeriu que, se a prefeita Angela Amin tivesse interesse, poderia entrar em contato com empresa italiana que construiu o teleférico de Balneário Camboriu. Queiroz confessa não entender por que tanto desinteresse no assunto, já que não há óbices legais. Basta apenas vontade política de fazer.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

1 Comentário

  1. Frnando A. B. Rosa disse:

    Srs.
    Lemos seu artigo sobre a construção de teleférico em Floripa. Grande idéia. Pegamos o gancho para o que se segue.
    Temos interesse em estudo para construção de teleférico que faria parte de um projeto,já em andamento , de turismo ecológico em uma das mais belas regiões do RS, sobre o Rio Das Antas, entre os municípios de Antonio Prado e Flores da Cunha, a região vinícula do Estado.
    Necessitamos de referências da Empresa que construiu o teleférico de Camburiú para que possamos entrar em contato e ver a viabilidade. Certamente o potencial turístico da região é imenso.
    Poderia nos fornecer um link com a Empresa construtora? Seriamos muito gratos.
    Cordialmente
    Fernando A. B. Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *