Local de estação de esgoto é questionado
31/05/2006
Esgoto só chega a 5% de SC
01/06/2006

Falta de tratamento de água é questão de saúde pública

O consumo de água contaminada ocasiona uma série de doenças, que podem inclusive levar à morte. As chamadas doenças de veiculação hidríca começam com uma simples diarreia, que se for devidamente cuidada evolui para problemas mais sérios como a hepatite A ou cólera. “Mesmo uma simples diarreia se não for bem tratada a pessoa pode morrer de desidratação, principalmente as crianças e os idosos”, frisou o professor do departamento de saúde ambiental, da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), José Luiz Negrão Mucci.

O professor explica que ainda falta conscientização dos profissionais de saúde no atendimento do paciente com diarreia. “Isso é por causa da precariedade do nosso serviço público de saúde. Muitas vezes o médico prescreve mal o medicamento para a diarreia. E em outros casos, o paciente não segue o tratamento até o final e o parasita acaba reincidindo”, explica Mucci. Uma dica para quem não tema acesso à rede de distribuição de água é fervê-la antes de tomar. “Mas não adianta desligar assim que ela entrar em ebulição. É preciso deixá-la fervendo entre 15 a 30 minutos”, comenta o professor.

O professor de microbiologia e doutor em virologia, Marco Antonio Baccelar Barreiros, do curso de oceanografia da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), alerta que existe um tipo de protozoário que causa gastroenterite e que é resistente ao tratamento da água: o Crypto poridium. “As doenças causas pela contaminação da água podem ser virais ou bacterianas. As salmonelas, cólera, hepatite A, rotavírus, calici virius e o Crypto poridium são algumas das principais causas de problemas de saúde”, afirma o professor Barreiros.
(Aline Machado Parodi, A Notícia, 01/06/2006)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *