Quais os desafios de Florianópolis com 500 mil habitantes?
02/09/2019
SC é o quinto Estado que mais desmatou Mata Atlântica no último ano
02/09/2019

Organizadores da Fenaostra esperam recorde de venda e público na edição deste ano

Os organizadores da edição de 2019 da Fenaostra estão otimistas e esperam aumentar a venda do produto na edição deste ano. Segundo o superintendente de Turismo de Florianópolis, Vinícius de Luca, a meta é bater 20 mil dúzias nesta edição. O evento tem início na próxima quinta-feira (5), na Capital. Confira a reportagem completa.

 

“Ano passado foram quatro restaurantes, nesse ano serão seis. Ampliamos também as opções de food trucks, tendo também outros tipos de alimentação para contemplar vários tipos de público”, antecipa o superintendente.

De acordo com o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, o evento é um convite para os moradores da cidade para o que considera “um grande momento da cidade”.

“A Fenaostra já se consolidou como uma grande festa do município, incentivando cada vez mais a maricultura, gastronomia, toda a estrutura de restaurantes da cidade e virou uma grande de Florianópolis”, afirma o prefeito.

Segundo o chefe de cozinha, Leonardo Cabral, o evento oferece vários tipos de opções do produto, como ostra in natura, com temperos, especiarias, queijos e vinagrete.

Preocupação para maricultores no Sul da Ilha
A edição de 2019 da Fenaostra causa preocupação para os produtores de ostra do Sul da Ilha. O evento é a oportunidade de venderem a safra fora da temporada de verão. O problema é que nesse ano eles não foram convidados para a festa que começa na próxima quinta-feira (5) no Centro de Florianópolis.

O maricultor, Matheus dos Santos, cresceu envolvido com a profissão que vem de família, e lembra da participação do pais nas primeiras edições do evento. “Fornecíamos ostras para o evento, e através do restaurante da nossa família também participávamos”, explica.

Há dois anos Santos passou a trabalhar somente com atacado. Hoje cultiva em média 200 mil sementes produzindo 10 mil dúzias por safra. Em época de baixa temporada a Fenaostra é o momento de comercializar a produção e ter uma renda melhor.

“Nós sempre estávamos lá e conseguíamos ajudar nossos produtores a terem uma renda extra, além de passar a frente a produção. Nosso forte é o verão, então a Fenaostra é muito importante para darmos continuidade na atividade”, pontua o maricultor.

Associação contatou a prefeitura
Em 2019 foi a primeira vez em que os maricultores do Sul da Ilha não foram convidados para o evento. Segundo a presidente da Amasi (Associação de Maricultores do Sul da Ilha), Tatiana da Gama Cunha, o fato preocupa os profissionais.

Tatiana explica que a associação sempre esteve presente no evento vendendo os produtos diretamente para o consumidor através do caminhão de peixe. Sem o convite para estar presente nesta edição, em maio a Amasi chegou a protocolar um requerimento solicitando informações por parte da prefeitura.

A Amasi é composta por 31 produtores que juntos representam 60% de toda a ostra produzida em Florianópolis. Uma produção que neste ano está abaixo. Segundo a associação, a safra deve ser de muitas perdas e ostras menores.

Essa é outra preocupação dos maricultores, como suprir a necessidade do evento com uma baixa produção. Segundo Santos a safra está cerca de dois meses atrasada. “Isso interfere muito, pois nossa ostra não vai chegar totalmente pronta no verão”, explica o maricultor.

O inverno com temperatura da água cima do normal fez com que as ostras pouco se desenvolvessem. Segundo Tatiana o fato já vem acontece há alguns anos, porém a demanda sempre conseguia ser atendida. “Nesse ano estamos vendo que terá uma dificuldade grande com a ostra”, afirma.

(Balanço Geral, 30/08/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *