Projeto do Parque Urbano e Marina Beira-Mar Norte é apresentado para entidades do setor náutico
03/07/2019
Marina da Beira-Mar Norte, em Florianópolis, interessa a 40 países
03/07/2019

6ª Reunião do COMDES teve como pauta principal o uso da Ponte Hercílio Luz após a sua inauguração

A reunião começou protocolarmente com a palavra do Senador Esperidião Amin, que iniciou sua fala com os óbices principais da via de contorno da BR 101, que mencionou “O contorno entrou no radar da comissão de infraestrutura do Senado Federal”, enfatizando a falta de definição dos prazos em função de descoberta na saída norte (cemitério indígena) e da instabilidade do depósito da recicladora ali próximo, atualizando que o novo prazo para obra foi postergado para novembro de 2022.

Na sequência, a Deputada Federal Ângela Amin teve sua palavra destacando a sua preocupação a respeito da provável transferência da ELETROSUL e solicitou um posicionamento; o que se circula de informes é que será incorporada por empresa do Rio Grande do Sul e, como consequências, geração de pontos negativos para economia de Santa Catarina.

A pauta iniciou-se com uma exposição do projeto Ponte Viva que detalhada dos acessos e entornos da Ponte Hercílio Luz pelo Secretário Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana de Florianópolis, Arquiteto e Urbanista Michel Mittmann, que usou novas filosofias de intervenção urbana pela ideia da re-significação dos espaços públicos, enfatizando a conectividade nestes como valorização espacial, ou Plano Urbanístico Integrado. O mais acentuado na filosofia destas propostas urbanas está na busca da visualização do monumento, tido como o símbolo mais destacado do estado, mas que daqui para frente nos transcenderá, com uma visão de curto e longo prazo para o futuro urbanístico da cidade. Em sua apresentação, Mittmann destacou a importância de favorecer o uso modais coletivos na ponte Hercílio Luz tendo em vista seu custo versus volume de passageiros potenciais, assim como o trânsito de pedestres e ciclistas. Mittmann comentou também que a liberação de carros não só não resolveria o problema da mobilidade como acarretaria em mais uma ponte engarrafada. Por fim, Mittmann ilustrou o potencial esperado de visitações para ponte de 500 mil pessoas por mês em baixa temporada, podendo chegar a 1 milhão de pessoal em alta temporada, consolidado o objeto arquitetônico em um importante ponto turístico para a cidade, para o estado e também para o país como referência da engenharia, arquitetura e da cultura.

Após a locução, respondeu às perguntas dos presentes dos quais se destacou a necessidade de perenizar as obras que sairão desses projetos para evitar sua descontinuidade, muito comum no país, e se sugeriu a incorporação destes projetos no Plano Diretor, completou a intervenção o Senador Amin.

A mais nova palavra no COMDES foi do SETUF (Leo Mauro Xavier), que pela primeira vez participou diretamente da pauta e fez uma surpreendente onde ao ônibus, de sua relevância social e da seu pouco respeito que sofre no trânsito, destacou. Desafiou respeitosamente a presidência do COMDES em produzir um Pacto pela Mobilidade baseado no uso do ônibus, no que foi prontamente atendido.

Por fim, falou o engenheiro Abel da Silva do SEINFRA, atual responsável pelas obras de recuperação da ponte, que enfatizou detalhes da entrega da funcionalidade como ponte no dia 30 de dezembro deste ano, e da obra em 23 de março seguinte (2020). Apresentou uma proposta de não uso veicular até esta última data, em vista da unanimidade da reunião apontando a impossibilidade da conclusão das obras de acesso. Estes 83 dias, a Ponte Hercílio Luz ficaria apenas para pedestres, e talvez ciclistas. O Eng. Abrahan, Representante do SENGE, aparteou o Engenheiro o SEINFRA no sentido que se detectou no Portal de Transparência que existe ameaça à finalização da obra, ou seja, apontou documento onde existe uma pendência da repactuação financeira no contrato da Construtora Teixeira Duarte que não resolvida pode parar a obra e/ou insolver o projeto de sua iluminação.

A reunião foi considerada um sucesso pelos presentes, tanto que prevista para terminar as 14, mas demorou até as 14h30.

A próxima reunião será em Palhoça, programada para 26 de Julho, de acordo com calendário já aprovado iniciando talvez uma rotina de reuniões itinerantes, reforçando a ideia de que o COMDES é um comitê que envolve assuntos da Grande Florianópolis, e não se limitando à da cidade de Florianópolis.

(COMDES, 02/07/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *