Maratona internacional reúne mais de 15 mil atletas em Florianópolis
17/06/2019
Prefeitura solicita R$ 23 milhões de recursos federais para obras de infraestrutura turística
17/06/2019

O turismo no Brasil não deslancha. A essência disso vem de vários fatores que estão em evidência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(NSC, 15/06/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

1 Comentário

  1. Reinaldo disse:

    Alargamento de praias é interessante em áreas onde o processo natural não foi destruido. Na praia de Armação no sul da ilha o processo natural de assoreamento pelo rio que tem a foz entre Armação e Matadeiro foi bloqueado pelo cinturão de pedras colocado sob a passarela, o que significa que engordamento da praia é desperdício de recursos pois o mar tira por não haver reposição. Hoje praticamente toda a areia que é retirada por tempestades não é mais reposta ficando dentro do leito do rio. O primeiro passo é reforças as colunas da passarela e retirar as pedras sob a passarela. No mais, desperdício e falta de conhecimento técnico mais amplo, a meu ver. O processo de colocação e retirada de areia é cíclico entre assoreamento ribeirinho e ressacas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *