Construção do novo aeroporto de Florianópolis em tempo real
11/06/2019
Assinada ordem de serviço para recuperação da SC-401
11/06/2019

Encontro discute diretrizes para gestão dos Centros de Inovação de SC

O ambiente inovador da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), em Florianópolis, foi palco do encontro dos Comitês de Implantação e Conselhos de Administração dos Centros de Inovação promovido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável.
A reunião, a primeira da nova gestão, teve o objetivo de apresentar as diretrizes para estruturar e operar a rede de Centros, tornando Santa Catarina referência no país. Estiveram presentes representantes de todas as regiões do Estado, além do presidente da Acate, Daniel Leipnitz e do diretor do Sebrae-SC, Luciano Pinheiro, apoiadores do evento.

O secretário adjunto, Amandio João da Silva Junior, que representou o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Lucas Esmeraldino, abriu o evento destacando que comunicar, alinhar expectativas e ampliar a integração, estão entre os premissas e princípios da gestão.

“Temos o compromisso de falar a verdade e apresentar soluções dentro de uma realidade. Após a criação do projeto de implantação da Rede de Centros de Inovação, entramos em outra etapa: investir menos em prédios e hardware e mais em software e em pessoas”, disse destacando o papel do Estado em fazer os Centros de Inovação trabalhar em Rede, com menos burocracia e com o cumprimento de metas.

O diretor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Sandro Yuri Pinheiro, falou sobre as ações prioritárias da diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação. “Primeiro ativar, integrar, dar vida ao ecossistema, alinhar a tríplice hélice, para então começar a criar e consolidar uma cultura de território de empreendedor e inovador. Para que, dentro de algum tempo, possamos gerar e escalar negócios inovadores que vão levar à região rumo à nova economia: a do conhecimento”, destacou.

Também presente no evento, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot Holthausen, falou sobre ações e programas em apoio a Rede Tecnológica do Estado. Ele citou programas como Centelha, que contemplará 28 ideias e negócios, dando suporte para o empreendedor transformar a sua ideia em uma empresa inovadora; o Tecnova, com foco em empresas para fomento e ampliação das atividades de inovação e o Sinapse que já entra em sua 6ª edição e abrange quase 600 empresas que podem ser aproximadas dos Centros de Inovação.

“São programas de fomento à inovação de criação de empresas e startups que podem estar conectados a cada um dos Centros de Inovação. Além disso, a gente vai fornecer dentro da Rede Catarinense de Tecnologia o link da internet para a potencialização de empresas de TI nos Centros de Inovação, além de outros programas específicos que estamos desenhando para apoiar cada um dos Centros”, destacou Holthausen.

Conecta Startup Brasil

Durante o evento também ocorreu o lançamento do Programa Conecta Startup Brasil, uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, com gestão da Softex e em parceria com aceleradoras. A ideia é fazer conexões com a indústria, gerando inovação para as demandas não atendidas do setor produtivo.

“O programa surgiu a partir da constatação de que grande parte das startups morrem por não apresentarem soluções voltadas para a indústria. A proposta é, com mentoria e capacitações, engajar startups e empreendedores para integrar empresas do setor produtivo”, destacou a gerente de parcerias estratégicas do Programa, Andrea Mota.

“Ao mesmo tempo que a gente tem Florianópolis como referência nacional e até internacional de maturidade do ecossistema, temos cidades que não tem tanta participação assim. Então a ideia é fomentar este sistema de inovação em Santa Catarina como um todo”, concluiu.

(FAPESC, 11/06/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *