Contorno Viário vai absorver só 11% do fluxo de veículos na Grande Florianópolis
25/04/2019
Campanha vai orientar sobre uso dos patinetes elétricos em Florianópolis
25/04/2019

MP vai apurar problemas na cobertura retrátil do Mercado Público de Florianópolis

O MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) instaurou um inquérito na manhã desta quarta-feira (24) para averiguar a situação da cobertura retrátil do vão central do Mercado Público de Florianópolis.

De acordo com o promotor Daniel Paladino, o objetivo é solicitar informações da Prefeitura da Capital acerca do que está sendo feito. “Queremos saber se a administração municipal já reativou o contrato de manutenção e em que pé está a situação”, diz. O documento também é endereçado à Defesa Civil municipal, solicitando inspeção para avaliar se a estrutura permanece estável e segura e se há problemas de infiltração. Paladino informa que o ofício foi enviado na tarde desta quarta e a prefeitura terá dez dias, a contar do recebimento, para se manifestar.

Inaugurada em julho de 2016, a cobertura custou R$ 4,2 milhões aos cofres públicos e foi comemorada pelos comerciantes por representar maior conforto aos milhares de clientes que passam pelo tradicional ponto turístico da Ilha de Santa Catarina, durante todo o ano. O equipamento funciona com motores que, ao serem acionados por computador, abrem e fecham a estrutura sobre o vão central do mercado, protegendo da chuva ou do sol nos dias de muito calor.

(Confira matéria completa em ND, 24/04/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *