Definido o calendário da pesca da tainha para 2019
17/04/2019
Florianópolis é referência real em boas práticas Lixo Zero
17/04/2019

O ICLEI é uma rede global de mais de 1.750 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, assinou na manhã desta terça-feira (16/04) a adesão da cidade ao Iclei. A assinatura ocorreu no XVI Encontro Nacional do Fórum De Secretários de Meio Ambiente das Capitais Brasileiras – CB27, que termina hoje. Florianópolis é a 19a capital a fazer parte dessa rede global.

O ICLEI é uma rede global de mais de 1.750 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável. Ativa em mais de 100 países, influencia as políticas de sustentabilidade e impulsiona a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular.

Ao se associar ao ICLEI, os governos beneficiam-se de uma série de oportunidades de treinamentos, participação em projetos internacionais, espaços em fóruns nacionais e internacionais relacionados à sustentabilidade e conhecimentos especializados promovidos pela organização. O trabalho em rede permite ainda que os governos locais se conectem e troquem experiências sobre políticas públicas para o desenvolvimento sustentável e ampliem seu reconhecimento nessa agenda. Com a nova adesão, o ICLEI América do Sul reúne 74 associados, em oito países no continente, territórios que reúnem mais de 100 milhões de pessoas na região.

(PMF, 16/04/2019)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *