Novo acesso ao Sul da Ilha será incorporado à SC-401
20/02/2019
CASAN alerta sobre a importância da caixa d’água e limpeza periódica
21/02/2019

Da coluna de Ânderson Silva(NSC, 19/02/2019)

O governo do Estado vai a Brasília na próxima semana para uma audiência com representantes do Ministério do Meio Ambiente e do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBIO). A ideia é sensibilizá-los do alto valor de compensações ambientais imposto na negociação feita em 2018 para a liberação das licenças necessárias para a obra de um dos lotes do acesso ao Sul da Ilha e ao aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis.

Apesar de o lote não atingir áreas preservadas, ele passa perto de um espaço de mangue. Por isso, o ICMBIO liberou a obra com condicionantes. As compensações custariam mais R$ 50 milhões para os cofres do Estado.

Segundo representantes do governo catarinense envolvidos na negociação, não há contrariedade em pagar, mas o custo é considerado elevado. O próprio governador Carlos Moisés da Silva, que ontem esteve na obra do acesso e do novo terminal do aeroporto Hercílio Luz, criticou o valor. Os integrantes do governo federal que vieram à Capital se dispuseram a ajudar o Estado nessa negociação.

Outra oferta dos membros do governo Bolsonaro foi o auxílio das equipes de Brasília para a solução dos impasses de desapropriação na obra do acesso. Segundo Ronei Glanzmann, secretário nacional de aviação civil, há pessoal especializado que pode contribuir na solução dos entraves.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *