Iluminação da Ponte Hercílio Luz completa 28 meses desligada por causa da reforma que não tem data para terminar
05/12/2018
Prefeitura realiza ações de melhorias em infraestrutura no Continente
05/12/2018

Prefeitura inicia construção de quadras de esporte onde bares atendiam clientes na Lagoa da Conceição, em Florianópolis

A prefeitura de Florianópolis começou a construção de duas quadras de esporte de areia, na avenida das Rendeiras, na orla da Lagoa da Conceição, no dia 29 de novembro. A obra gerou polêmica porque no local havia um gramado onde os comerciantes colocavam mesas e cadeiras para atender os clientes. A previsão é de que a estrutura seja entregue ainda no mês de dezembro.

A ideia surgiu a partir de uma reunião entre prefeitura e Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). O espaço é voltado para prática de futebol, futevôlei, beach tenis e vôlei gratuitamente. As quadras já existem na avenida Beira-Mar Norte e serão feitas em outros bairros.

A proposta é oferecer opções de lazer e esporte para moradores e turistas durante o ano todo e não apenas no verão. Outra intenção é a revitalização da orla da Lagoa da Conceição.

“O fim de uso próprio somente de restaurante, com mesa, cadeira, banda, garrafas de vidro. Esse novo layout demorou, mas está acontecendo. A Lagoa tem que ser vista com mais lazer, mais esporte, mas família”, afirma o secretário municipal de Cultura, Esporte e Juventude, Ed Pereira.

“É legal a quadra de esporte, mas porque não faz onde não vai atrapalhar o movimento?”, questiona o garçom Rodolfo Tebaldi.

A área às margens da Lagoa não deveria ser ocupada por bares, diz a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), responsável pela preservação do local. Segundo a instituição, os comerciantes que ocupam o gramado não têm autorização para isso e afirma que faz a fiscalização rotineira de acordo com o cronograma anual.

Tem morador que reclama de que não houve comunicação por parte da prefeitura. “Eu acho estranho. Não soube de nenhuma consulta pública da comunidade. Ninguém está sabendo de nada”, diz uma moradora.

“Na verdade não é que a comunidade não foi escutada. Desde a época da construção da Beira-Mar, todas as comunidade pediram que não fizessem só lá, mas também em outros lugares. Foi assim que a prefeitura levou para outros lugares como Saco dos Limões, Canasvieiras, agora na Prainha e também na Lagoa”, diz o secretário.

Ciclovia
Outra polêmica na Lagoa da Conceição é a discussão sobre a construção de uma ciclovia no local usado para estacionar carros, também ao longo da Avenida das Rendeiras.

Para alguns comerciantes, a medida pode diminuir o movimento dos bares e restaurantes. “Se tirar o estacionamento vai prejudicar todo mundo. As famílias que vêm com as crianças e o restaurante”, opina Carlos Aberto Nora.

Mas há quem aprove a mudança. “No verão fica muito ruim. Não tem nem como a gente caminhar porque fica muito cheio de gente aqui. Seria ótimo se tivesse a ciclovia”, diz a dona de casa Neli Oliveira.

Segundo o Ministério Público, a questão está sendo discutida com os órgãos do Executivo como uma solução viável para o problema de mobilidade, investigado no curso de inquérito civil, que está em tramitação.

“Estão sendo pensadas medidas de repaginar a Lagoa da Conceição, no que toca principalmente ao resgate da ordem pública. Hoje é sabido que a Lagoa vive um momento caótico do ponto de vista da segurança com altos índices de criminalidade, tráfico de drogas, perturbação do sossego público. Nesse sentido foi uma força tarefa envolvendo todas as polícias, MP, prefeitura e demais órgãos, a fim de dar uma solução de ordenamento para a Lagoa”, diz o promotor de Justiça, Daniel Paladino.

Ainda conforme o MPSC, com a retirada do estacionamento, além de uma maior fluidez no tráfego local, haverá uma via alternativa de transporte público na região.

“Seriam pensados bolsões de estacionamento, que poderiam ser criados ao longo da Avenida das Rendeiras, não só particulares, mas eventualmente a própria prefeitura poderia gerir alguns desses bolsões”, sugere o promotor de Justiça.

O MP disse que acompanha a questão, aguardando uma solução para os próximos dias e que deverão ser apresentadas pelo município. As 80 vagas de estacionamento devem ser desativadas ainda nesta temporada.

Em nota, a prefeitura de Florianópolis confirmou que recebeu uma recomendação do Ministério Público de Santa Catarina para substituir o estacionamento da Avenida das Rendeiras por uma ciclovia. Afirmou que ainda está estudando os detalhes desta possível mudança.

(G1SC, 04/12/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *