Reunião na Fiesc debate prazo para conclusão do contorno viário da Grande Florianópolis
18/12/2018
IMA vai compartilhar banco de dados com MPF
19/12/2018

Oscar da tecnologia em SC premia empresas e instituições

Da Coluna de Estela Benetti (NSC, 17/12/2018)

Lançado com uma certa pressa no final deste ano, o Prêmio Certi de Inovação e Empreendedorismo no Ecossistema de Florianópolis, entregue na sexta-feira à noite pela Fundação Certi em evento que reuniu quase todos os atores regionais do setor e outros do Estado e do país na sede da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), mostrou o brilho de uma economia que nasceu devagar, mas começa colocar o Estado no cenário mundial. SC tem atualmente 12,6 mil empresas de tecnologia que geram quase 50 mil empregos diretos em seis polos no Estado e respondem por quase 6% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

Nesta primeira edição, mais voltada ao ecossistema de Florianópolis, foram premiadas 22 empresas e instituições diretas e indiretas mostrando a pujança já alcançada. No futuro, pode incluir mais outras regiões do Estado.

Ao falar sobre as razões do prêmio especial na categoria “Personagem Histórico para a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) o professor Carlos Alberto Schneider, fundador da Certi, deixou claro que o sucesso requer base, ou seja, é preciso plantar bem para colher depois.

Ele lembrou que quando a UFSC foi fundada, o primeiro reitor, João David Ferreira Lima, pediu para o então diretor do Ministério da Educação, Jurandyr Lodi, que além das seis faculdades em atividade, fosse incluído no documento que seria criada a faculdade de engenharia. Então Lodi recomendou que fosse a melhor do Brasil, para que um pai do Amazonas recomendasse Florianópolis para seu filho cursar engenharia no futuro.

Assim, o curso de Engenharia Mecânica nasceu em 1962 e se tornou o melhor do Brasil. Foi ele que deu as bases para outras engenharias e para boa parte das empresas de tecnologia que integram os polos de Florianópolis e de outras cidades do Estado, que começaram a partir dos anos de 1960.

Além da UFSC, forma premiados também a Resultados Digitais, Softplan, Neoway, Decora, Agriness, Hoplon, Floripamanhã, Passeio Primavera, Dialetto, Labtucal, Enfants, Lab Robótica EMC/UFSC, WEG, Fapesc e Celesc/Flexsolar, Embraer, Siemens, Boticário, Acif, Instituto Lixo Zero e Social Good Brasil. O troféu Gota de Murano homenageou também entidades parcerias. Na foto, os premiados e organizadores.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *