Obras de balneabilidade da Beira-Mar Norte entram na reta final
06/12/2018
PL sobre criação de Sistema Cicloviário é aprovado na Comissão de Transportes
06/12/2018

Emissões de CO2 voltam a subir no mundo e batem recorde

As emissões globais de dióxido de carbono voltaram a crescer em 2018 e devem fechar o ano com alta de 2,7%, em comparação com o ano passado. É o que revelou nesta quarta-feira, 5, o novo relatório do Global Carbon Project, divulgado nesta quarta-feira, 5, na Conferência do Clima da ONU (COP-24), realizada em Katowice, na Polônia.

É o segundo aumento consecutivo depois de um período de três anos de estabilidade (de 2014 a 2016), que tinha dado esperanças de que o problema talvez começasse a ficar sob controle. Gases de efeito estufa, como o CO2, emitidos em excesso por causa de atividades humanas, são os responsáveis pelo aquecimento global.

Em 2017, porém, já havia ocorrido uma alta de 1,6%. E neste ano subiu ainda mais. O crescimento em 2018 se deu por causa da queima de carvão no mundo, que voltou a crescer depois de um período de baixa, e ocorreu apesar de um crescimento de 15% em energia renovável.

Os dez maiores emissões no ano foram China, Estados Unidos, Índia, Rússia, Japão, Alemanha, Irã, Arábia Saudita, Coreia do Sul e Canadá. O ranking considera as emissões provenientes da queima de combustíveis fósseis e não a de desmatamento ou agricultura, por exemplo, categorias em que o Brasil mais colabora. Quando isso é levado em conta, o País aparece em alguns cálculos como o sétimo maior emissor.

“Estamos vendo um forte crescimento das emissões globais de CO2 novamente. As emissões precisam atingir um pico e diminuir rapidamente para lidar com as mudanças climáticas. Com o crescimento deste ano em emissões, parece que o pico ainda não está à vista”, afirmou em comunicado à imprensa a pesquisadora Corinne Le Quéré, da Universidade de East Anglia, instituição que lidera o levantamento.

(Confira Matéria completa em ND, 06/12/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *