Sistema Integrado de Mobilidade de Florianópolis completa quatro anos com avanços
05/11/2018
Erosão das praias é tema de seminário
05/11/2018

Obras de balneabilidade na Beira-Mar Norte devem terminar em dezembro, em Florianópolis

As obras físicas – que incluem a instalação de uma rede de drenagem e estação de tratamento – para despoluição da baía da avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, devem terminar até 31 de dezembro deste ano, segundo estimativas da Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento). Conforme a instituição, os trabalhos seguem dentro do cronograma.

A fase atual prevê uma rede de drenagem que interliga 16 pontos formados por megaestruturas de concreto com válvulas do tipo “bico de pato” que irão impedir que a água do mar entre no sistema quando houver maré alta e também redirecionarão a água da rede coletora para a estação de tratamento, chamada URA (Unidade de Recuperação Ambiental).

Das 16 estruturas, nove já foram colocadas e outras sete devem ser instaladas até o dia 5 de dezembro, aproximadamente. Nos locais onde os equipamentos foram instalados, as calçadas estão sendo refeitas, junto com atividades de ajardinamento.

Já a unidade de tratamento está sendo pré-fabricada pela empresa Fast, em Capinzal, no Oeste de Santa Catarina, devendo ser montada junto ao bolsão da Casan, na Beira-Mar Norte, nas primeiras semanas de dezembro. Ela vai receber a água contaminada com sujeira das ruas e esgoto clandestino que é carregada pelos canais de drenagem da chuva em direção à baía. O líquido contaminado será bombeado até a URA para que seja tratado e clarificado com raios ultravioleta antes de ser devolvido ao mar.

A pré-operação do sistema, no entanto, deve começar em janeiro de 2019, quando deverão ser feitos os primeiros testes dos equipamentos e ajustes, no caso de ocorrência de vazamentos. A expectativa do órgão é que após cerca de 40 dias em funcionamento, com ajuda do sol, da água salina e das correntes marítimas, a qualidade da água comece a apresentar melhoras no índice de contaminação.

(Confira matéria completa em ND, 05/11/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *