Mega operação apreende milhares de produtos ilegais no comércio estabelecido na Capital
01/11/2018
ParticipACT é apresentado a diretores e conselheiros da CDL Florianópolis
01/11/2018

Living Lab Florianópolis abre edital para projetos de inovação urbana

Programa vai selecionar até 10 startups com soluções inovadoras para uso nas cidades em áreas como meio ambiente, saúde, turismo, mobilidade e economia criativa. Inscrições vão até 20.11

Depois de se consolidar nos últimos anos como um polo de empresas de tecnologia, Florianópolis agora busca startups para desenvolver projetos para inovação urbana em áreas como meio ambiente, turismo, saúde, economia criativa, mobilidade e gestão pública, por exemplo. Este é o foco do programa Living Lab Florianópolis, lançado nesta quarta-feira (31.10) durante o Smart City Fórum Floripa, realizado na sede da Softplan.

Até o próximo dia 20 de novembro, startups, empresas, universidades, instituições de ciência e tecnologia, além de órgãos da administração pública podem inscrever projetos – no estágio de produto já desenvolvido ou protótipo funcional – para serem desenvolvidos no ambiente do Living Lab durante seis meses.

O programa é uma iniciativa da Rede de Inovação de Florianópolis e executado pela Associação Catarinense de Tecnologia com apoio da prefeitura e da Associação Comercial e Industrial (ACIF) e metodologia desenvolvida pelo grupo de pesquisa VIA Estação Conhecimento, da Universidade Federal de Santa Catarina. Após o período de inscrição, serão selecionados 20 projetos para entrevista presencial e, destas, 10 serão as escolhidas para o Living Lab.

O setor de tecnologia se consolidou nos últimos anos como a principal economia da cidade, reunindo mais de 3,4 mil empresas que juntas faturam R$ 6,4 bilhões/ano e empregam 16,5 mil pessoas, segundo o Observatório ACATE. Maioria absoluta deste mercado, porém, é focado no desenvolvimento de soluções corporativas (B2B). O desafio, comenta a consultora do Living Lab, Thaís Nahas, “era encontrar meios de levar essa inovação desenvolvida na cidade para as ruas, não só para a população entender e usar essas tecnologias mas também para chamá-las para fazer parte disso e pensar novas ideias para a cidade”.

Tudo começou com um projeto piloto, o Laboratório de Inovação Urbana, na rua Vidal Ramos, no centro de Florianópolis. Por meio de uma parceria entre entidades públicas e privadas, foi desenvolvido um sistema de “monitoramento cidadão”, em que lojistas e moradores  compartilham imagens da região com a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina.

“O objetivo do Living Lab é dar suporte às empresas para testes e validações de suas soluções inovadoras, criando condições para aprimorar esses projetos”, ressalta a consultora. O edital está disponível neste link.

CONHEÇA AS ÁREAS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NO LIVING LAB FLORIANÓPOLIS:

Água, energia e meio ambiente – Florianópolis conta com um Centro de Inovação em Energia Solar; Instituto de Petróleo, Energia e Gás, além da presença de diversas empresas que buscam novos produtos, serviços e processos para melhorar a gestão, geração, transmissão e distribuição de energia. Quanto à agua, há uma demanda em soluções que, por exemplo, contribuam para diminuir perdas, principalmente durante a alta temporada. Questões relacionadas ao ruído sonoro na cidade, desastres naturais e ocupação do solo também são oportunidades para soluções inovadoras.

Segurança – Soluções para lidar com o crescimento da marginalidade e solucionar o aumento da insegurança pública.

Gestão Pública – Soluções para tratar a carência de informações disponíveis para processos de gestão. Renovação das plataformas eletrônicas e integração das mesmas.

Turismo, Economia Criativa, Cultura e Entretenimento – Turismo, Economia Criativa e do Mar compõem os eixos estratégicos do município. Além disso, Florianópolis é reconhecida como cidade gastronômica pela UNESCO.

Transporte e Mobilidade – O comprometimento da mobilidade urbana, principalmente devido à sazonalidade é uma das áreas críticas do município. Soluções oferecendo melhorias aos serviços de transporte existentes, assim como meios alternativos de locomoção ou produtos e serviços que contribuam para a mobilidade são oportunidades.

Qualidade de vida e saúde – Florianópolis é uma das capitais com maior expectativa de vida em relação ao restante do país. As soluções podem, por exemplo, estimular a atividade física e a alimentação saudável. Além da população como potenciais clientes, há diversas instituições que atuam no ramo e buscam produtos e serviços para agregarem aos seus portfólios.

Soluções para o comércio – Grande parte da arrecadação fiscal do município vem de empresas atuantes na área de comércio e varejo. O comércio e atividades relacionadas ao reparo automotivo também é expressivo. Os produtos e serviços a serem validados no Living Lab podem ser direcionados para o aumento de desempenho das empresas desses segmentos.

Cronograma do programa Living Lab Florianópolis:

Inscrição – 31.10 a 20.11

Divulgação nos aprovados da Seleção – 27.11 a 02.12

Entrevistas – 03 a 07.12

Divulgação dos projetos aprovados na Entrevista – 10 a 14.12

Divulgação dos “labers” – 21 a 24.12

Início da operação do living lab – 21.12.2018

(SCInova, 31/10/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *