Inscrições abertas para corrida de rua que passará pela Beira-mar Norte e Morro da Cruz
15/08/2018
Tecnologia na área da saúde e bem-estar é um dos eixos identificados para o desenvolvimento da economia
15/08/2018

Instituição canadense, referência na área ambiental, intensifica parceria com a UFSC

O Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFSC vai proporcionar mais uma opção dentre as parcerias que a universidade dispõe para uma temporada fora do país. A nova oportunidade é com o Institute for Resources, Environment and Sustainability (IRES) da Universidade British Columbia com sede em Vancouver, no Canadá. Os três maiores rankings de classificação de universidades internacionais apontam o instituto entre os melhores do mundo na área da pesquisa em meio ambiente e sustentabilidade.

Com a nova parceria, os estudantes da graduação e da pós-graduação do CCA que desenvolvem pesquisas na área ambiental, terão a chance de entrar para um seleto grupo de pesquisadores. Na verdade, a parceria entre a UFSC e o IRES existe desde o início da década passada e foi se intensificando com o passar do tempo.

“Nós resolvemos formalizar algo que já existia, o que vai trazer inúmeras vantagens para nossos estudantes. Antes, apenas alunos da pós-graduação desenvolviam pesquisas no Canadá, agora as portas se abrem também para a graduação. A oficialização do convênio vai permitir maior segurança jurídica para os participantes do intercâmbio.” informa a pesquisadora Maria José Hotzel.

O estudante da UFSC que tiver a oportunidade de passar uma temporada na instituição canadense vai encontrar uma excelente estrutura de ensino e pesquisa para área ambiental, segundo outra pesquisadora do IRES, a americana Dana James.

“O Instituto de Recursos, Meio Ambiente e de Sustentabilidade é muito forte, temos muitos professores incríveis e estudantes que estão trabalhando em projetos realmente interessantes, que vão desde o compartilhamento de carros até o controle de emissões de gases de efeito estufa e estudos de Sistemas Alimentares” diz James, que estuda a transição de agricultores do sul do Brasil para o sistema agroecológico de cultivo.

A formação inicial de Dana James é em Ciências Ambientais pela Universidade da Pensilvânia nos Estados Unidos, mas ela já passou também por instituições inglesas. O IRES recebe estudantes do mundo inteiro, da China ao Chile.

Pesquisadores estrangeiros na UFSC

É o caso do sociólogo Evan Bowness, em Florianópolis desde setembro de 2017. O doutorando do programa de “Recursos, meio ambiente e sustentabilidade” desenvolve trabalhos científicos em temas como a soberania alimentar, a agricultura urbana, os movimentos sociais e a relação campo-cidade.

“Além da pesquisa estou fazendo um filme etnográfico, um documentário em que vamos mostrar o movimento da agroecologia e o papel que a agricultura urbana exerce nele”, comenta Bowness, que tem sua pesquisa financiado pelo Social Sciences and Humanities Research Council of Canada (SSHRC), agência canadense de fomento à pesquisa. Evan ganhou um prêmio da agência financiadora em um concurso que recompensou as 25 melhores pesquisas canadenses em 2017/2018. Para postular ao prêmio os pesquisadores entregaram um filme de três minutos resumindo a sua pesquisa.

Porque estudar no Brasil e na UFSC?

Para os estudantes canadenses que vêm passar uma temporada na UFSC, a vantagem é estudar a biodiversidade e a interação sociedade/meio ambiente presente nas características das comunidades latino-americanas. “O Brasil é o lugar perfeito para estudar agroecologia e ela realmente tem suas raízes aqui no sul do País. Eu tenho muita sorte de estar trabalhando com diferentes tipos de agricultores em Santa Catarina, como os da Rede Ecovida e outras agroecológicas, e estou muito animada por trabalhar com elas e aprender mais sobre o que elas fazem”, comenta Dana James.

A pesquisadora também argumenta que há particularidades na transição agroecológica aqui que não existem em outros lugares. “Aqui, esses movimentos são politizados e lutam no cenário político, e sem essa luta fica difícil concretizar qualquer projeto, principalmente se tratando de América Latina, onde os interesses políticos das elites ditam fortemente o destino do bem comum, e a alimentação é um bem de todos”.

O convênio é válido para acadêmicos da graduação ou pós graduação do CCA que estejam desenvolvendo projetos na Área de Agricultura Sustentável e Desenvolvimento Rural. E têm duração até março de 2021.

Clique aqui e assista à reportagem da TV UFSC.

(UFSC, 14/08/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *