MPSC encaminha soluções para prédios abandonados em Florianópolis
03/07/2018
Organização de meia maratona de agosto confirma percurso de Florianópolis
04/07/2018

Exército batiza prédio verde oliva de Casarão Marechal Guilherme, em Florianópolis

Tombado pelo patrimônio histórico desde 1986, o prédio verde-oliva no Centro de Florianópolis, que foi construído em 1914, foi batizado nesta terça-feira (3) pelo Exército com o nome de Casarão Marechal Guilherme. A homenagem ao ilustre catarinense marechal Guilherme Xavier de Souza, pelos 200 anos do seu nascimento, marcou o compromisso da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada com o acervo de arquitetura histórica do município. Com três andares e 361 m² de área construída, o casarão na rua Marechal Guilherme, ao lado da escadaria do Rosário, abriga os postos de recrutamento e de identificação, além da seção de atendimento a inativos e pensionistas do Exército.

Herói da Guerra da Tríplice Aliança, marechal Guilherme recebeu o Comando das Tropas Aliadas no Paraguai, das mãos do Marquês de Caxias. “Atualmente, a sociedade enaltece heróis por motivos simples e fúteis e se esquecem das pessoas que serviram o país com sangue e suor. O marechal Guilherme sempre foi um nacionalista e dedicou a vida à preservação do território nacional e, por isso, prestamos esta singela homenagem”, afirmou o chefe do estado maior da 14ª Brigada, coronel José Herculano Azambuja Júnior.

O casarão verde-oliva foi adquirido em 1934 pelo governo do Estado estadual junto à Sociedade de Mútuo Socorro Fratelanza Italiana. No mesmo ano, o Exército Brasileiro recebeu o prédio pela doação realizada por intermédio de Othon Gama D’Eça.

Diferentes organizações militares ocuparam o casarão desde o século 20. A mais conhecida nos últimos anos foi a 16ª Circunscrição do Serviço Militar, extinta em dezembro de 2017, dando espaço aos postos de serviços regionais. “A sociedade catarinense pode ter a convicção e a certeza que o Exército manterá essa construção para preservar a memória cultural da cidade”, destacou o coronel Herculano. A edificação é ocupada por 37 militares e faz mais de 1.000 atendimentos por mês.

(Confira Matéria completa em ND, 03/07/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *