São José se destaca como a cidade que mais gera empregos em Santa Catarina
25/06/2018
Lixos viram personagens em campanha sobre reciclagem
25/06/2018

Encontro Econômico Brasil-Alemanha debate infraestrutura e energia renovável

Da Coluna de Estela Benetti (NSC, 23/06/2018)

Se nas disputas da Copa do Mundo a rivalidade entre Brasil e Alemanha é acirrada, na economia e, especialmente na indústria, a convivência é amistosa e ganha-ganha, apesar de, nesse campo, a Alemanha ser praticamente uma eterna campeã. Enquanto os jogos acontecem na Rússia, industriais dos dois países se encontram para fazer negócios segunda e terça-feira na cidade de Colônia, no 36º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA). A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) marca presença e o presidente da entidade, Glauco José Côrte, vai ser um dos debatedores do fórum Infraestrutura e energia: privatização e novas tecnologias em energias renováveis.

A comitiva da Fiesc também é integrada pelo primeiro vice-presidente Mario Cezar de Aguiar, o primeiro diretor-secretário Edvaldo Ângelo, o vice-presidente da entidade para o Vale do Itajaí Ronaldo Baumgarten Júnior e o diretor do Senai SC, Jefferson de Oliveira Gomes.

Realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Federação das Indústrias da Alemanha (BDI) o EEBA tem aproximado empresários e facilitado investimentos, com mais vantagens para o Brasil. O evento acontece anualmente, com alternância em cidades do Brasil e da Alemanha. Em 2015 foi em Joinville, em 2016 em Waimar (Alemanha), ano passado foi em Porto Alegre e agora, em Colônia.

A Fiesc dedica atenção especial porque SC é o Estado mais alemão do Brasil proporcionalmente à população e tem atraído investimentos de vários portes do país europeu. Entre os destaques recentes estão as unidades da montadora BMW em Araquari e da empresa de tecnologia T-Systems em Blumenau. Há também intercâmbios importantes nas áreas de tecnologia, educação e cultura entre o Estado e o país europeu.

No EEBA também serão debatidos temas como políticas econômicas e comerciais, desafios digitais e produtividade da indústria, cooperação entre cidades, parcerias entre pequenas e médias empresas, modernização trabalhista, ambiente de negócios e o demorado possível acordo comercial Mercosul-União Europeia. Antes do encontro, a comitiva de SC participa neste sábado e domingo de evento com empresários alemães e da reunião anual da força-tarefa da indústria 4.0 Brasil-Alemanha.

No painel sobre infraestrutura e energia em que Côrte vai participar, entre os debatedores estarão também o gerente-executivo da CNI para infraestrutura Wagner Cardoso, o diretor de relações governamentais e sustentabilidade da Siemens Brasil Henrique Paiva e a diretora-geral do banco alemão de investimentos DEG (Deutsche Investittions), Christiane Laibach. Como o Brasil está em crise e sem definição política, o evento gera pouco interesse sobre altos investimentos, mas podem surgir oportunidades importantes.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *