Aluna de Iniciação Científica da UFSC recebe prêmio em evento internacional sobre tubarões e raias
12/06/2018
MPSC e Prefeitura da Capital discutem medidas de segurança para o transporte público
12/06/2018

CERTI e FIESC promovem evento para discutir inovações na gestão da água no Estado

Os desafios e tendências para a gestão dos recursos hídricos do Estado estarão em pauta na I Rodada de Inovação para a Água, que será promovida pela CERTI — em parceria com a FIESC, FAPESC e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e patrocínio da ENGIE — nos próximos dias 13 e 14 de junho, no auditório da FIESC. O evento tem como objetivo fomentar parcerias para inovações em recursos hídricos e promover negócios e soluções inovadoras para os desafios da água no Estado.

Com o intuito de fortalecer as organizações em um contexto de Ecossistema de Inovação na busca pela gestão eficiente dos recursos hídricos, a Rodada irá estimular oportunidades de negócio e intercâmbio de conhecimentos e tecnologias. A programação traz painéis e palestras sobre tendências tecnológicas, exposições de convidados, espaços para negociações diretas e rodas de discussões temáticas. O evento também conta com o apoio institucional do Movimento Nacional ODS e do Núcleo de Inovação Tecnológico para a Agricultura Familiar (NITA).

“A Rodada surge no contexto do Plano Estadual de Recursos Hídricos de Santa Catarina (PERH/SC) – elaborado pela CERTI para a SDS —, que identificou os principais desafios e oportunidades para a gestão eficiente dos recursos hídricos. É preciso pensar as cidades não apenas como demandantes de água, mas também provendo este serviço ambiental, e as indústrias com olhar atento à sua pegada hídrica em toda cadeia de valor. O ambiente natural deve ser cada vez mais valorizado para conservar a oferta dos recursos hídricos”, destaca o engenheiro sanitarista e ambiental da CERTI, Vinícius Ragghianti.

O evento contará com a participação de startups de diversos segmentos, fundos de investimento, organizações internacionais, entidades governamentais, além de representantes de universidades e sociedade civil. Os temas discutidos na Rodada de Inovação para a Água abordam os desafios e tendências mais atuais da gestão de recursos hídricos: criação de valor compartilhado, negócios de impacto, sistemas inteligentes, novas perspectivas (IoT e Big Data), água virtual na cadeia da indústria, infraestrutura verde, soluções baseadas na natureza, gestão integrada e mercados da água.

“Este evento vai ao encontro da demanda do Plano Sustentabilidade para a Competitividade da Indústria Catarinense, liderado pela FIESC, e das ações da FAPESC para promover o desenvolvimento sustentável. Um exemplo é o Programa Economia Verde e Solidária, que apoiou cooperativas e associações que utilizavam resíduos de outras indústrias para elaborar seus próprios produtos”, ressalta o presidente da FAPESC, Sergio Gargioni.

“Especificamente sobre inovação para a água, ainda temos exemplos de iniciativas de startups que surgiram a partir do Sinapse da Inovação — programa da FAPESC que fomenta o empreendedorismo inovador —, como a RainMap, que promove o aproveitamento da água da chuva; a Insolver, que criou um sistema para reuso de água; e a Hidravida, que armazena água da chuva”, completa.

Movimento pelo desenvolvimento sustentável

A Rodada de Inovação para a Água está diretamente alinhada com a Agenda 2030 e seus Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), contando com o apoio institucional do Movimento Nacional ODS. Apresentada em 2015 pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Agenda 2030 engloba os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável — os chamados ODS —, que visam orientar os países de maneira integrada e transformadora para um mundo melhor.

Em maio de 2018, a Fundação CERTI tornou-se signatária do Movimento Nacional ODS, ampliando o compromisso da instituição com as pessoas, o planeta, a promoção da paz, da prosperidade e de parcerias em prol do desenvolvimento sustentável, a exemplo da I Rodada de Inovação para a Água.

(Fapesc, 12/06/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *