Parque do Rio Vermelho completa 11 anos e programação celebra a data
24/05/2018
Atrasada há dois anos, via que liga Santo Antônio de Lisboa e Sambaqui deve ficar pronta até julho
24/05/2018

Projeto que visa proteger espécies ameaçadas é lançado com participação do IMA

Devido ao aumento do número de espécies ameaçadas de extinção e a identificação das principais causas de pressão sobre essas espécies, o Ministério de Meio Ambiente submeteu o Projeto “National Strategy for Conservation of Threatened Species” – Estratégia Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas – (PROSPECIES) – GEF ID 9271” à aprovação do Conselho do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF).

O GEF aprovou a destinação de US$ 13 milhões para o Programa Nacional de Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção (Pró-Espécies), instituído pela Portaria MMA nº 43, de 31 de janeiro de 2014. O objetivo é adotar ações de prevenção, conservação, manejo e gestão para minimizar as ameaças e o risco de extinção de espécies, integrando União, Estados e Municípios na implementação de políticas públicas em 12 áreas-chave para conservação de espécies ameaçadas de extinção.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a expectativa é que até 2022 sejam tomadas medidas para proteção de todas as espécies ameaçadas do país, em especial para as 290 que estão em situação mais crítica, visando o envolvimento de 13 estados brasileiros.

O Estado de Santa Catarina integra o Projeto por meio da participação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Instituto do Meio Ambiente (IMA), os quais propuseram ações a serem financiadas pelo projeto. Dentre as ações destacam-se a revisão da lista oficial da fauna ameaçada de extinção em Santa Catarina, a ampliação do programa de pagamento por serviços ambientais em áreas de ocorrência de espécies ameaçadas de extinção e apoio ao programa estadual de criação de RPPN em áreas prioritárias para conservação.

Para dar início aos trabalhos ocorreu em Brasília a 1ª Reunião do Comitê Executivo do projeto, com a participação da Diretoria de Biodiversidade e Florestas do IMA, representada pela técnica Luthiana Carbonell. No encontro foram apresentados os mecanismos de implantação do projeto e cronograma de execução. Houve ainda a cerimônia de assinatura do projeto pelo MMA WWF e Banco Mundial.

(IMA, 23/05/2018)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *