O contato com o mar
05/04/2018
Audiência Pública discutirá sobre problemas na Ilha do Campeche
06/04/2018
Anita Pires

Artigo de Anita Pires – Presidente da FloripAmanhã (ND, 27/03/2018)

Nossa cidade está passando por profundas transformações nos últimos anos, tanto no seu perfil urbano quanto no processo de desenvolvimento local. Ao mesmo tempo, a FloripAmanhã e entidades parceiras conquistam um notável crescimento do processo cooperativo entre a sociedade civil organizada e o poder público na busca de solução para os desafios de Florianópolis. Temos grandes desafios, mas também muitas possibilidades. Florianópolis tem sua grande vocação e já está desenvolvendo a atividade econômica que mais cresce no mundo, gerando empregos em todos os níveis e ampliando a qualidade de vida da população.

É a chamada economia criativa. Ela agrega os bens e serviços que utilizam a criatividade e o capital intelectual como principais insumos. Abrange gastronomia, design, turismo, moda, mídias, cultura e tecnologia, entre outros segmentos. Já no censo de 2000 Florianópolis aparecia como a segunda cidade do país com maior proporção de trabalhadores em atividades criativas. Outros destaques posicionam Florianópolis como uma cidade criativa em evolução: há quatro anos a Capital faz parte da Rede Mundial de Cidades Criativas da Unesco – categoria Gastronomia; a incubadora Midi TEC (Sebrae SC/Acate) ficou entre as cinco melhores do mundo no World Incubation Summit 2018, no Canadá; na lista das 100 melhores cidades do Brasil para investir em negócios, Florianópolis aparece em 6º lugar (Exame 2017). A Capital também se destaca como a primeira do Brasil em Capital Humano (2016).

Teríamos muito mais indicadores de destaque em Florianópolis quanto à qualidade de vida, inovação e empreendedorismo. No entanto, ainda há um longo caminho que devemos continuar a percorrer. Em primeiro lugar, é importante pensarmos Florianópolis com olhar criativo, inteligente e transformador. A sociedade civil deve ser protagonista desta construção, através da sinergia entre entidades e da colaboração entre os setores público e privado. E neste contexto é primordial ter coragem e ousadia para projetar um futuro condizente com uma cidade criativa e inteligente, um destino desejado e com bem estar social.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *