Aeroporto de Florianópolis recebe piores notas em avaliações com passageiros
25/04/2018
Demora do contorno viário da Grande Florianópolis gera descrença e revolta
25/04/2018

Relatório do Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae apresenta dados do setor

Santa Catarina é um estado com belas paisagens naturais, que atrai visitantes de diversos países. Embora o litoral catarinense fique cheio de turistas na temporada de verão, o Estado tem potencial para se desenvolver ainda mais. O inbound tourism, ou turismo receptor (que abrange as visitas a um país por estrangeiros), é uma opção para reduzir os efeitos da sazonalidade e aumentar o fluxo de visitantes. O relatório de inteligência produzido pelo Sebrae apresenta dados do setor no Estado, informações, oportunidades e estratégias para empreendedores.

No inbound tourism, o visitante internacional desempenha atividades em um país que não é o dele. Geralmente, trata-se de uma viagem ao exterior a lazer ou negócios. Diferentemente do turismo doméstico, no inbound tourism os viajantes geralmente possuem conhecimento limitado do destino e optam por itinerários complexos, diversificando seu roteiro de viagem. Devido a algumas características particulares, essa modalidade de turismo oferece vantagens para o setor:

– Viagens internacionais não estão centradas em finais de semanas e feriados prolongados, o que pode contribuir para a redução da sazonalidade no turismo.

– Viajantes internacionais gastam cerca de três vezes mais que os domésticos.

– Reservas são realizadas com meses de antecedência à viagem, o que possibilita planejar melhor o negócio.

– Diversificação do mercado, no caso do investimento no turismo internacional, pode minimizar impactos de mudanças no mercado doméstico.

Características dos turistas

São diversos os fatores que motivam um turista a viajar a determinado país. A curiosidade pela cultura, gastronomia, pontos turísticos e belas paisagens são algumas das razões que estão por trás das viagens. Os países de onde vêm a maioria dos turistas internacionais que visitam Santa Catarina são a Argentina, o Chile e o Paraguai.

Uma pesquisa realizada em 2016, pelo Ministério do Turismo, revelou que os principais motivos de viagens ao Brasil são lazer (56,8%), negócios, eventos e convenções (18,7%), enquanto 24,5% vêm por outras razões. Em 2016, um turista gastou em média US$ 55,52 por dia durante a sua estadia no país.

Oportunidades

Ao considerar as informações apresentadas e o potencial do País e de Santa Catarina, as oportunidades do inbound tourism estão nos tipos de turismo:

Sol e praia: o litoral catarinense atrai mais de um milhão de turistas durante a temporada de verão. Florianópolis, Bombinhas e Balneário Camboriú estão entre as dez cidades brasileiras mais visitadas por estrangeiros.

Aventura: Santa Catarina é um estado privilegiado com belezas naturais, o que facilita a exploração do ecoturismo e do turismo de aventura. São exemplos de atividades exploradas: rapel, mergulho, windsurf, exploração de cavernas, sandboard etc.

Bem-estar: esse mercado já movimenta US$ 3,7 bilhões por ano e tem impactado indústrias, inclusive a de turismo, com um crescimento médio de 14% ao ano, enquanto os demais segmentos do setor crescem 6% ao ano. Esse turismo envolve, por exemplo, atividades que exploram a saúde corporal e mental.

Eventos e negócios: esse tipo de turismo contribui para reduzir os efeitos da sazonalidade e movimentar a economia, sendo o segundo motivo de vinda de estrangeiros ao Brasil. Trata-se de eventos culturais, esportivos, conferências, congressos, simpósios, de negócios, entre outros.

Cultura: é o terceiro fator que motiva viagens a lazer de estrangeiros no Brasil. Santa Catarina é um estado multicultural, que atraiu imigrantes italianos, alemães, portugueses, poloneses, japoneses etc. São diversas as possibilidades de explorar o turismo cultural, não somente com roteiros, mas com a gastronomia.

Medidas para facilitar a vinda de turistas estrangeiros

Fazer com que o inbound tourism seja uma alternativa para o desenvolvimento do turismo não depende somente das empresas. Existem medidas e ações do governo brasileiro que podem contribuir para que turistas internacionais venham ao Brasil. Entre elas, estão a emissão de vistos eletrônicos, a isenção de vistos, a extensão da validade dos vistos e a redução do tempo médio de processamento do visto.

Ações recomendadas para o empreendedor

O empreendedor deve investir na tecnologia para divulgar o destino e impulsionar o seu negócio. São opções:

– Investir em realidade virtual, para que o potencial visitante tenha uma noção de como é estar no destino.

– Prestar um atendimento de qualidade para obter boas avaliações em sites como o TripAdvisor.

– Monitorar e responder eventuais reclamações.

Fabi Henrique
Diretora – Casa de la Gracia Comunica

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *