Governo estadual vai vender área do Grupo Escolar Presidente Roosevelt, em Coqueiros
19/02/2018
Frequentadores reclamam de condições da Beira-mar Continental, em Florianópolis
19/02/2018

CDL pede segurança contra a paralisação desta segunda-feira

Da Coluna de Estela Benetti (NSC, 19/02/2018)

Preocupada com informações sobre a greve desta segunda-feira em Florianópolis, de que as centrais sindicais conclamaram manifestações que incluam arrastão para fechar o comércio, a CDL da Capital pediu reforços para o Comando-Geral da Polícia Militar de SC e para a Secretaria Municipal de Segurança Pública para impedir isso. A informação é de que o transporte coletivo e alguns serviços públicos vão parar contra a reforma da Previdência. Em nota assinada pelo presidente Lidomar Bison, a CDL diz que a paralisação não é legítima.

Prejuízos
às pessoas
A CDL de Florianópolis repudia qualquer ato que provoque desordens e prejuízo às pessoas, impedindo o direito constitucional e ir e vir do cidadão e daqueles que empreendem, geram renda e emprego na Capital.
– Essa é uma greve inoportuna, que se apropria de serviços essenciais para prejudicar toda a cadeia produtiva – diz a nota.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *