Praça em frente ao Beiramar Shopping está parada nas mãos dos políticos
04/12/2017
Pesquisa de Opinião Pública RMC
04/12/2017

Segurança é apontada como principal preocupação dos florianopolitanos

Da Coluna de Fabio Gadotti (ND, 02/12/20170

A segurança foi apontada como principal motivo de preocupação pelos moradores da Capital consultados no levantamento feito pela Rede Monitoramento Cidadão. Com 156 crimes violentos registrados desde o início do ano, natural que o tema esteja na liderança do ranking negativo, mas é curioso constatar que 76,3% dos entrevistados responderam que não foram assaltados nem conheciam alguém próximo que tivesse passado pela mesma situação nos últimos 12 meses. Especialistas em segurança consideram comum esse tipo de situação: apesar de não se sentir diretamente ameaçado no dia-a-dia, o cidadão acaba sendo influenciado por questões como pouco policiamento extensivo nas ruas, iluminação pública inadequada e até pelo noticiário da mídia.

A Rede de Monitoramento Cidadãos é uma organização independente e apartidária, criada com o objetivo de acompanhar o desempenho das cidades em questões que impactam sua sustentabilidade e a qualidade de vida de seus cidadãos. É composta por representantes da sociedade civil, setor produtivo, academia e mídia, representada pela RIC TV Record.

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

0 Comentários

  1. anderson disse:

    156 crimes violentos registrados claro que estamos sendo influenciados pela mídia, segurança publica quase nao existe e poder judiciário o queé isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *