Clipping

Florianópolis é a cidade brasileira com maior número de startups por metro quadrado




Pesquisas divulgadas neste ano mostram o destaque das empresas catarinenses de tecnologia no país. Santa Catarina é o terceiro estado com maior número de startups com tecnologias emergentes, que desenvolvem algum tipo de inovação, de acordo com o levantamento da aceleradora Liga Ventures, e o segundo em número absoluto de empresas nascentes, ficando atrás somente de São Paulo.

Florianópolis foi reconhecida como a cidade com maior número de startups por metro quadrado e conquistou o segundo lugar geral do Índice Cidades Empreendedoras (ICE), da organização mundial de fomento ao empreendedorismo Endeavor. A capital ficou também em terceiro lugar geral em inovação, e logo abaixo, na quarta posição, estava Blumenau. As pesquisas mostram o potencial e a união do ecossistema estadual, que além de incentivar as ideias inovadoras, gera uma rede de suporte ao empreendedorismo.

Projetos como o Startup SC, do Sebrae SC, trabalham para fomentar o empreendedorismo na região. Somente neste ano, a iniciativa impactou mais de 5 mil pessoas, oferecendo mentorias, capacitação e encontros para discussão de problemas enfrentados por empreendedores do ramo. Para 2018, os organizadores do projeto planejam o primeiro evento que reunirá todo o ecossistema empreendedor catarinense: Startup SC Summit.

“O Summit irá unir pela primeira vez os empreendedores da área tecnológica que mais se destacam no estado. Queremos unir ainda mais o ecossistema, facilitando a troca de experiência e o aprendizado para quem está começando”, explica Alexandre Souza, gestor do Startup SC, “ano que vem acontecerá a quinta missão internacional para o Vale do Silício, com nove startups selecionadas de Santa Catarina. Nosso objetivo é trazer uma visão global para os empreendedores do estado e incentivar assim a inovação”.

Das 140 startups que passaram pelo programa do Sebrae, 66% continuam ativas. Juntas, o faturamento delas chegou a R$ 43 milhões em 2016 e gerou 585 empregos para o estado. Entre elas, a startup CUCO Health, que desenvolve uma solução para o acompanhamento completo da saúde de seus usuários. O aplicativo fornece desde lembretes para tomar os remédios até o monitoramento personalizado por profissionais. Com foco na prevenção clínica, o app já foi baixado por mais de 60 mil pessoas de dentro e fora do país.

A startup foi uma das participantes do programa Startup SC, e em 2018, a CEO da CUCO Health, Lívia Cunha, será uma das representantes catarinenses na Missão ao Vale do Silício, ação promovida pelo programa de capacitação. Suas expectativas para a experiência estão relacionadas ao aprendizado que terá a partir do relacionamento com empresas de Digital Health do Vale. “O modelo do paciente no centro do negócio, tratando e aprimorando suas condições de saúde e de vida, é o modelo que buscamos desenvolver no Brasil, e a troca de experiências com as empresas que estão desenvolvendo este conceito no Vale será fundamental neste processo”, explica Lívia.

Estar conectado a oportunidades globais influencia diretamente na capacidade de inovação da empresa. “O empreendedor precisa crescer junto com o seu negócio. Para isso o ecossistema ao seu redor não pode atrapalhá-lo. Ter gente boa formada nas universidades, instituições de pesquisa ativas e não um governo que engesse a gestão da empresa permite que o empreendedor foque no que é importante para o sucesso da sua startup”, afirma Guilherme Lopes, líder regional da Endeavor.

Outras iniciativas em Santa Catarina

O MIDITEC, incubadora fundada e mantida pela ACATE e pelo Sebrae/SC, ajudou no desenvolvimento de 112 empresas de tecnologia na Grande Florianópolis. O número representa cerca de 14% dos empreendimentos do setor na região. Hoje em dia, cerca de 85% dos negócios iniciados no MIDITEC ainda estão em funcionamento, um contraste com a realidade nacional, onde 74% das startups fecham as portas nos primeiros cinco anos de vida, segundo pesquisa da aceleradora Startup Farm.

A própria Endeavor, possui um programa de mentarias voltado para empresas com alto potencial de crescimento, o Scale-up. O programa é voltado para empresas e empreendedores cujo o ciclo acelerado de crescimento e criação de riqueza baseia-se, fundamentalmente, na escalabilidade do seu modelo de negócios. No programa as empresas recebem mentorias e passam a fazer parte de uma rede de conexão da Endeavor, formada pelos principais líderes empresariais do país. O objetivo é que os selecionados aprendam com quem já fez e potencializam o impacto dos seus negócios para a geração de novos empregos.

(Deolhonailha, 19/12/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.