Santa Catarina inova na geração de energia a partir do biogás
05/12/2017
Levantamento sobre o desenvolvimento de Florianópolis é apresentado na CDL
05/12/2017

Auditor da Bandeira Azul visita destinos brasileiros certificados

Para que sejam benéficos a todos, os projetos turísticos precisam estar em harmonia com a preservação do meio ambiente. O Brasil tem sido exemplo quando se trata de sustentabilidade e recebeu, por meio do Programa Bandeira Azul, da Foundation for Environmental Education (FEE) – Fundação para a Educação Ambiental, em português – o reconhecimento de dez atrativos marinhos sustentáveis.

O país é o único da América do Sul com representantes certificados e recebeu, na sexta-feira (01), a visita do auditor internacional da Fundação, Evangelos Roussos, que conhecerá os locais contemplados pelo selo. As visitas vão até 10 de dezembro.

O título certifica atrativos que seguem critérios de educação e gestão ambiental e mantém a boa qualidade da água. O objetivo é elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisão para a necessidade de proteger o ambiente marinho e costeiro. O Programa, adotado no Brasil desde 2004 e operado pelo Instituto Ambientes em Rede, tem o Ministério do Turismo como um dos integrantes do Júri Nacional, responsável pela avaliação dos candidatos.

Entre os destinos escolhidos estão cinco praias, quatro marinas e, a partir desta temporada, uma embarcação. A Água Viva Mergulho, que opera no segmento em Florianópolis (SC), recebeu o título e vai ser o primeiro barco do tipo da América do Sul com a certificação. Os demais condecorados são Prainha, no Rio de Janeiro (RJ); Marina Costabella, em Angra dos Reis (RJ); Praia de Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe, em Salvador (BA); Praia Grande, em Governador Celso Ramos (SC); Lagoa do Peri e Iate Clube de Santa Catarina, em Florianópolis (SC); Praia do Tombo e Marinas Nacionais, no Guarujá (SP); e Marina Kauai, em Ubatuba (SP), que recebeu o título pela primeira vez.

O prazo para hasteamento das bandeiras começou em 1º de novembro e vai até o dia 15 de dezembro. A maioria dos destinos certificados realizarão a cerimônia de hasteamento durante a visita do auditor, abrindo a temporada da Bandeira Azul nesses locais. Mais detalhes, podem ser conferidos aqui.

PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS – Além do apoio à certificação, o MTur tem realizado ações em prol do turismo sustentável, como o Guia Turismo e Sustentabilidade, um manual que dissemina ideias e práticas para serem inseridas nos empreendimentos. Além do guia, o MTur reconhece medidas sustentáveis realizadas no setor, sendo parceiro da Associação Brasileira de Operadores de Turismo (Braztoa) na divulgação e premiaçãode prestadores de serviços e instituições de ensino engajadas com estratégias para o meio ambiente.

Há também uma nova ação relacionada ao tema. A pasta assinou, na quinta-feira (30), um acordo de cooperação, junto ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), ICMBio e Embratur, para desenvolver o turismo ecológico em Unidades de Conservação Federais. A medida será integrada à promoção da diversidade sociocultural e da proteção da biodiversidade nessas áreas e tem como prioridade proteger ecossistemas.

(MTur, 01/12/2017)

mm
Monitoramento de Mídia
A FloripAmanhã realiza um monitoramento de mídia para seleção e republicação de notícias relacionadas com o foco da Associação. No jornalismo esta atividade é chamada de "Clipping". As notícias veiculadas em nossa seção Clipping não necessariamente refletem a posição da FloripAmanhã e são de responsabilidade dos veículos e assessorias de imprensa citados como fonte. O objetivo da Associação é promover o debate e o conhecimento sobre temas como planejamento urbano, meio ambiente, economia criativa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *