Clipping

Novela




Da Coluna de Cacau Menezes (DC, 09/11/2017)

Sobre o terreno do Exército que há décadas se tenta ocupar para o lazer da população de Floripa, o vereador Afrânio Boppré, do PSOL, citado nesta coluna no início da semana, faz os seguintes esclarecimentos:

“Colaborei com a viabilização da Praça, apoiando a alteração de zoneamento da área e atribuindo o nome de Praça Forte São Luis da Praia de Fora, exigências do Exército, proprietário do terreno. Segundo técnicos da UFSC, o custo do estudo arqueológico é de R$ 300 mil. As emendas que eu fiz (R$ 100 mil, no orçamento da prefeitura) e a do deputado Amin (R$ 200 mil, orçamento da União) pagariam o trabalho. Convenhamos, R$ 300 mil não é um valor tão elevado se considerarmos a importância da preservação da memória e história da nossa gente”.

O Iphan também esclarece que é favorável à implantação da Praça do Forte São Luís, porém ainda não recebeu o projeto da referida praça para poder se manifestar formalmente e tampouco está exigindo pesquisas arqueológicas que custariam R$ 10 milhões.



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.