Clipping

Nova etapa das obras na Ponte Hercílio Luz começa com o corte de 8 cabos das barras de olhal




A mais nova etapa das obras de restauração da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, começou às 22h55 desta segunda-feira, 6, com os cortes de oito cabos das barras de olhal junto ao maciço de ancoragem do lado continental da estrutura. A primeira barra foi cortada em dez minutos. O procedimento que vai mudar o visual do cartão postal catarinense é necessário para a troca das peças. O governador Raimundo Colombo acompanhou os trabalhos ao lado do presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, engenheiros do Deinfra e do grupo português Teixeira Duarte, empresa responsável por esta etapa da restauração.

O engenheiro fiscal da obra, Wenceslau Diotallévy, informou que, ao todo, são 360 barras de olhal, que medem de 12m a 15m e têm peso aproximado de 1,9 mil quilos, totalizando 685 mil quilos. “Na quarta-feira, 8, também à noite, serão cortadas outras oito barras do lado insular. Após este dia, o trabalho será feito simultaneamente dos dois lados para manter o equilíbrio da estrutura. Toda esta etapa deve estar concluída até o final de dezembro, mas tudo depende de como serão as retiradas dos pinos das barras. A ponte está toda apoiada. E este é um estágio que fecha a etapa de transferência de carga”, explicou o engenheiro.

O governador Raimundo Colombo ressaltou que esta é mais uma etapa difícil, decisiva e desafiadora. “Estamos seguros que tudo vai dar certo. Todas as precauções foram tomadas e todos os estudos foram feitos. Há uma possibilidade de diminuir o prazo de entrega de conclusão da ponte, mas isso vai depender do operacional, do que será encontrado nesta etapa. Estamos otimistas e felizes com os resultados dos trabalhos executados até o momento”, disse.

A retirada dos 28 cabos pendurais dos lados continental e insular foi concluída no último mês, o que permitiu dar início à remoção das barras de olhal. Na próxima fase, o tabuleiro será rebaixado e, depois, elevado nas extremidades para aliviar a tensão, permitindo a retirada de barras de olhal restantes.

“Estamos entrando num processo delicado de desmontagem da ponte. Acredito que, assim como todas as outras etapas, esta será executada com êxito, atingindo os resultados esperados.Tudo é fiscalizado, dando total segurança para a obra, e o material utilizado é da melhor qualidade”, disse o presidente do Deinfra, Wanderley Agostini.

Emocionado e com os olhos cheios de lágrimas, Wenceslau Diotallévy disse que esta etapa é um corte com as forças do passado e que, agora, começa um novo futuro para a ponte. “Tudo o que fizemos até então justifica todos os recursos investidos. É importante que o povo catarinense saiba que o dinheiro está sendo bem aplicado. Este é o Brasil que queremos, com transparência. Lembro do governador Hercílio Luz ao dizer que deixava o legado para que os moços olhassem no futuro com orgulho pelo esforço e dedicação colocados na construção da ponte. E hoje, com a liderança do governador Raimundo Colombo, vemos este legado sendo repassado, como se fosse um bastão”, destacou o engenheiro.

Outras fases da restauração

Em seguida, serão realizados trabalhos intermediários e, então, a montagem da nova estrutura. A ponte receberá cerca de duas mil toneladas de metal novo, o que representa aproximadamente 40% da atual estrutura. Muitas das novas peças, fabricadas no Brasil e no exterior, já foram compradas e estão em depósitos no canteiro de obras. O cronograma para conclusão da restauração está prevista para o final de 2018.

(Deolhonailha, 07/11/2017)



Notícias Relacionadas




Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira inclui a possibilidade de se penalizar blogs e sites pelo conteúdo publicado, mesmo comentários de terceiros. Portanto, a Associação FloripAmanhã se reserva o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos diferentes do tratado no site também poderão ser eliminados. Queremos manter um espaço coletivo de debates em torno de ideias. Façamos bom proveito para o melhor de nossa cidade.